Aveiro acolheu tomada de posse da AHRESP

Jornalista: 
Sandra Simões
Edição de: 
Autor da Imagem: 
Paulo Ramos

Numa altura em que Aveiro anda “nas bocas do mundo” devido à taxa turística, a AHRESP escolheu esta cidade para a tomada de posse das suas 11 delegações.
A cerimónia, seguida de reunião de Conselho Consultivo da estrutura, aconteceu ontem no Museu de Aveiro e Óscar Damaya, presidente da delegação de Aveiro da Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal (AHRESP), coadjuvado por Cristina Durães, do Hotel Moliceiro, e Toni Martins, do sector da restauração, admitiu ser inevitável a delegação de Aveiro abordar a taxa turística durante o Conselho Consultivo. “Vamos apresentar o assunto ao Conselho, ouvir as suas opiniões e sugestões”, assegura o responsável, admitindo que aproveitou a presença de Élio Maia no almoço para o sensibilizar para o recuo neste ponto. “Sabemos que temos muita gente a apoiar os hoteleiros para que esta decisão não avance e, se o conseguirmos, todos ganham com isso: a cidade, a autarquia e nós”, explica Óscar Damaya uma vez que “a taxa teria que ser suportada pelos empresários e não pelos clientes”. Óscar Damaya lembra que “os hoteleiros já são muito penalizados na sua actividade, desde as portagens nas SCUT ao IVA, são múltiplas as taxas e impostos que nos são imputados. Dispensamos mais esta”, acrescenta.

Ler notícia completa na edição em papel