Jornal defensor da valorização de Aveiro e da Região das Beiras
Fundador: 
Adriano Lucas (1925-2011)
Director: 
Adriano Callé Lucas

Distrito regista mais de 200 infectados com covid-19


terça, 07 abril 2020

O distrito de Viseu ultrapassou ontem a marca das duas centenas de doentes infectados, com as autoridades a registarem um total de 205 pessoas infectadas com o novo coronavírus, mais 11 do que no dia anterior. Dos 205 infectados, 139 são dos concelhos da área de intervenção do Agrupamento de Centros de Saúde Dão Lafões, o que, em comparação com domingo, representa um aumento de oito doentes. O Hospital de São Teotónio, em Viseu, tinha ontem 25 pessoas internadas por infecção com covid-19, mais três do que no dia anterior, das quais sete nos Cuidados Intensivos, registando 22 casos de pessoas suspeitas que aguardam os resultados dos testes.
No distrito, Viseu é o concelho com mais casos (54), seguindo-se Castro Daire (46) e Resende (42). Há também casos de pessoas infectadas em Lamego (10), Nelas (9), Oliveira de Frades (7), São Pedro do Sul (5), Carregal do Sal (4), Cinfães (4), Mangualde (4), Mortágua (4), Sátão (4), Tondela (3), Moimenta da Beira (3), Vouzela (2), Santa Comba Dão (1), São João da Pesqueira (1), Sernancelhe (1) e Tabuaço (1).
Os concelhos onde, para já, não há registo de doentes infectados com o novo coronavírus são Armamar, Penalva do Castelo, Penedono, Tarouca e Vila Nova de Paiva.

11.730 infectados
e 311 mortes no país
A nível nacional, havia ontem 311 mortes associadas à covid-19, mais 16 do que no domingo, e 11.730 infectados (mais 452), segundo o boletim epidemiológico divulgado pela Direcção-Geral da Saúde (DGS).
O relatório da situação epidemiológica, com dados actualizados até às 24h00 de domingo, indica que a região Norte é a que regista o maior número de mortes (168), seguida da região Centro (76), da região de Lisboa e Vale do Tejo (60) e do Algarve, com sete mortos. Relativamente a domingo, em que se registavam 295 mortes, observou-se um aumento de 5,4% (mais 16).
De acordo com os dados da DGS, há 11.730 casos confirmados, mais 452, o que representa um aumento de 4% face a domingo.
Das 311 mortes registadas, 199 tinham mais de 80 anos, 71 tinham idades entre os 70 e os 79 anos, 29 entre os 60 e os 69 anos, oito entre os 50 e os 59 anos e quatro óbitos entre os 40 aos 49 anos.
Das 11.730 pessoas infectadas pelo novo coronavírus (SARS-CoV-2), a grande maioria (10.631) está a recuperar em casa, 1.099 (mais 15, +1,4%) estão internadas, 270 (mais três, +1,2%) das quais em Unidades de Cuidados Intensivos.
Desde o dia 1 de janeiro, registaram-se 91.794 casos suspeitos, dos quais 4.500 aguardam resultado das análises.
O boletim epidemiológico indica também que há 75.564 casos em que o resultado dos testes foi negativo. O numero de doentes recuperados quase duplicou, passando para 140.
A região Norte continua a registar o maior número de infecções, totalizando 6.706, seguida da região de Lisboa e Vale do Tejo, com 3.070 casos, da região Centro (1.521), do Algarve (229) e do Alentejo, que hoje apresenta 84 casos. Há ainda 68 pessoas infectadas com o vírus da covid-19 nos Açores e 52 na Madeira.
A DGS regista ainda 23.470 contactos em vigilância pelas autoridades (mais 261 do que no domingo).
A faixa etária mais afectada pela doença é a dos 40 aos 49 anos (2.129), seguida dos 50 aos 59 anos (2.100), dos 30 aos 39 anos (1.731) e dos 60 aos 69 anos (1.535). Há ainda 174 casos de crianças até aos nove anos, 285 de jovens com idades entre os 10 e os 19 anos e nas idades entre os 20 e os 29 anos há 1.215 casos. Os dados indicam também que há 1.102 casos de pessoas com idades entre os 70 e os 79 anos e 1.459 com mais de 80 anos.
Detectado em Dezembro de 2019, na China, o novo coronavírus já infectou mais de 1,2 milhões de pessoas em todo o mundo, das quais morreram mais de 70 mil. Dos casos de infecção, mais de 240 mil são considerados curados.