Jornal defensor da valorização de Aveiro e da Região das Beiras
Fundador: 
Adriano Lucas (1925-2011)
Director: 
Adriano Callé Lucas

Covid-19: Campanha angaria fundos para produção de equipamentos de protecção


Cristiana Alves (texto)/Lusa (foto) quinta, 02 abril 2020

Apoiar as empresas que pretendem fazer uma reconversão da actividade para produzir equipamentos de protecção individual, desde máscaras, viseiras, fatos, batas plásticas, toucas e protecções de pés e pernas em material descartável, bem como adquirir produtos em falta, de acordo com as necessidades comunicadas pelas autoridades de saúde, é o principal objectivo da campanha de angariação de fundos promovida pela Nerlei, Acilis, Aricop, Cefamol, Centimfe e o Politécnico de Leiria.
A campanha de angariação de fundos surgiu na sequência de uma outra iniciativa dinamizada por aquelas entidades da região de Leiria, cujo propósito passa pela recolha de Equipamentos de Protecção Individual (EPI) para o hospital, bombeiros, centros de saúde, lares e outras instituições.
“Tínhamos empresas a perguntar como podiam ajudar e decidimos articular esforços e solicitar às empresas que tivessem em stock EPI’s identificados numa lista divulgada pelas autoridades de saúde, sendo que os pontos de entrega desses materiais são o Edifício Nerlei, em Leiria, e as instalações do Centimfe, na Marinha Grande”, começa por explicar, ao nosso jornal, o presidente da Nerlei - Associação Empresarial da Região de Leiria.
“Complementarmente, nesta primeira campanha solicitamos também a todas as empresas que tenham capacidade produtiva destes materiais que nos contactem para podermos articular essa produção e, ainda, apelamos a quem tiver capacidade de reconversão ou capacidade de iniciar um negócio nesta área que nos contacte para articularmos os apoios existentes para esse fim”, acrescenta António Poças.
Dada a existência de empresas com “vontade de ajudar”, mas sem formas de o fazer através da primeira iniciativa solidária, as associações empresariais da região e o Politécnico decidiram voltar a unir--se para levar a cabo uma nova campanha, desta feita de angariação de fundos.
“Neste contexto, e dado que para conseguirmos cumprir os objectivos da primeira campanha – reunir EPI’s e colocar empresas a produzi-los – iríamos precisar de fundos monetários, decidimos lançar a segunda campanha de angariação desses fundos. Os donativos estão a ser canalizados para uma conta bancária, sendo que todo o processo está a ser auditado por uma empresa especializada e, no final, comprometemo-nos a fazer um relatório com indicação do valor recebido e da forma como foi gasto”, esclarece António Poças, avançando que todas as pessoas colectivas ou individuais podem fazer donativos.
Lançadas há cerca de uma semana, as campanhas têm registado uma “boa receptividade” por parte do sector empresarial e da população.
“O balanço é positivo. Tivemos desde logo várias empresas a entregar EPI’s que tinham disponíveis em stock, e também várias a demonstrar capacidade para produzir e vontade para reconverter processos de produção. Quanto aos donativos, também já recebemos vários”, refere o presidente da Nerlei.
Ambas as campanhas vão manter-se “enquanto a situação o justificar”, sendo que os interessados em contribuir para a campanha de angariação de fundos podem fazê-lo para o IBAN: PT50 5180 0001 00000117401 60.