Jornal defensor da valorização de Aveiro e da Região das Beiras
Fundador: 
Adriano Lucas (1925-2011)
Director: 
Adriano Callé Lucas

Covid-19: Transporte de doentes em causa devido à falta de equipamentos


quinta, 26 março 2020

A Associação Portuguesa dos Bombeiros Voluntários (APBV) alertou hoje para a falta de equipamentos de protecção individual nas corporações de bombeiros, o que pode pôr em causa o transporte de doentes com covid-19. Num ofício enviado à secretária de Estado da Administração Interna, Patrícia Gaspar, a APBV manifesta preocupação com a falta de equipamento de protecção individual (EPI), o que está a levar a que as corporações de bombeiros estejam a atingir o limite da sua capacidade de intervenção, uma vez que “não têm condições de segurança para intervir” e prestar socorro aos doentes com covid-19.
Esta associação refere que tem recebido informações de muitas corporações de bombeiros de todo o país sobre a falta deste equipamento, alertando que os EPI estão a esgotar-se.
Para a APBV, esta situação “não é estranha”, tendo em conta que a maioria das corporações de bombeiros “apenas recebeu meia dúzia de equipamento de protecção individual por parte da Autoridade Nacional de Emergência e Protecção Civil (ANEPC), que é a entidade que tutela os bombeiros em Portugal”.
A associação realça que as corporações de bombeiros têm registado, nos últimos dias, um aumento do número de ocorrências no âmbito da pandemia de covid-19, o que fez também aumentar o uso dos EPI. Segundo a APBV, há muitas corporações de bombeiros que estão prestes a ficar sem equipamentos de protecção individual para protecção dos seus operacionais. “Existem já muitos bombeiros que estão a inventar o seu próprio equipamento, recorrendo a bricolage, existindo também muitos corpos de bombeiros de uma forma desesperada a tentar adquirir a todo o custo EPI, para que os seus homens e mulheres não corram perigos desnecessários”, refere a associação que representa os bombeiros voluntários.