Jornal defensor da valorização de Aveiro e da Região das Beiras
Fundador: 
Adriano Lucas (1925-2011)
Director: 
Adriano Callé Lucas

Hoje é dia de “dar dois dedos” de PechaKucha


sandra simões (Adriano Miranda foto) quarta, 29 maio 2019

A terceira edição de PechaKucha regressa hoje, às 21.21 horas, no Hairtz Cabeleireiros. São 12 oradores muito especiais, das áreas da fotografia, ilustração, pintura, teatro… que vão dar o seu testemunho sobre os projectos quer acalentam actualmente, com todo o coração.

Um dos oradores é o fotógrafo Adriano Miranda, com o tema “A fotografia é cidadania”. Leva ao “cabeleireiro” uma ideia que está a ser posta em prática no Bairro de Santiago, “atirando” as crianças para as ruas de máquinas nas mãos. Dali vão nascer revolucionários cartazes com as suas imagens e que serão expostos ao ar livre para todos verem. Anabela Salgueiro é outra das oradoras e chega carregada de histórias que envolvem mulheres, viagens e comboios, e segue-se a Alma de Alecrim, um espaço diferente em Aveiro, onde as peças são marcadas pelo design, e que surge a partir de uma história de amor.

“As casas abandonadas” é o título de um livro acordeão de Ana Pessoa e Sara Bandarra que também se vai abrir hoje à noite e já o professor universitário Óscar Mealha acrescenta à tertúlia uma reflexão sobre de que forma numa era tão digital como a que vivemos, estará a ser devidamente acautelada a salvaguarda das memórias sociais.

Com a habilidade que lhe é reconhecida, Suzana Nobre partilha a paixão pelo desenho e de que forma esta arte consegue “falar” e quebrar barreiras. Do Hairtz chega Alex Vasconcelos, que vai explicar em que se inspiram para mudar visuais.

Também marca presença “O Mistério do Quarto Escuro”, título ao primeiro livro do género em Portugal e que conta a história do cinema contada às crianças, bem como Alexandra Castro, com a intervenção “ Poemas em forma circular”. Médica, assume uma profissão emocionalmente exigente, sentindo “necessidade de iniciar um caminho espiritual que me ajudasse a lidar com as dificuldades do dia a dia”,,, assim surgem as mandalas. “Sagrada Película” é um projecto de Nuno Leitão, que se foca na vertente analógica da fotografia e que hoje será explicado, bem como o “Siiigaaaa - Construção de Pessoas e Equipas”, por Bruno Seco. Trata-se de um método criado por Bruno e visa a construção da pessoa e de equipas de excelência. Por fim, João Martins, que vai apresentar “Scroll”, uma peça de teatro para Smartphones. 

Leia a notícia completa na edição em papel.