Jornal defensor da valorização de Aveiro e da Região das Beiras
Fundador: 
Adriano Lucas (1925-2011)
Director: 
Adriano Callé Lucas

Balanço: Turbulência, sonho e tristeza


quarta, 22 maio 2019

Mais uma vez tudo não passou de um sonho que se transformou numa desilusão. A Académica voltou a falhar a subida à I Liga, ainda que a decepção não tenha sido tão grande co­mo a vivida em 2017/2018. O 5.º lugar final com 51 pontos, a 18 pontos do 2.º lugar, é a conclusão de uma época que começou de forma turbulenta, que teve uma recuperação fantástica que alimentou o sonho de subida, mas que a meia dúzia de jornadas do fim se tornou um “pesadelo”.

Carlos Pinto durou poucoCarlos Pinto foi o treinador eleito para o comando técnico para “atacar” a temporada 2018/2019, mas as coisas não correram da melhor maneira, de tal modo que ao fim de sete jogos, o treinador abandonou a liderança, numa altura em que a Briosa já estava eliminada da Taça da Liga – derrota nos penáltis frente ao Leixões após empate a zero no final dos 90 minutos – e da Taça de Portugal – desaire por 1-0 no reduto do Pedras Salgadas – e no campeonato, em cinco jornadas, apenas registava um triunfo, três empates e uma derrota. De resto, já a pré-temporada tinha sido marcada pela surpreendente dispensa de João Real – tal como Yuri viria a ser integrado no plantel mais de um mês depois pelo mesmo treinador – e pelo abandono de Zé Castro após entrar em “ro­ta de colisão” com Carlos Pinto.

Leia a notícia completa na edição em papel.