Jornal defensor da valorização de Aveiro e da Região das Beiras
Fundador: 
Adriano Lucas (1925-2011)
Director: 
Adriano Callé Lucas

Mão Morta e Remix Ensemble em espectáculo único e irrepetível


sexta, 08 abril 2016
Mão Morta e Remix Ensemble não é uma combinação improvável? O que vos une? É o que o espectáculo vai tirar a prova. Trata-se de dois géneros musicais muito distintos. Mão Morta conhecidos por praticarem um rock estranho mas muito primitivo, muito agreste. O Remix é uma estrutura de música mais ligada à música contemporânea. A junção dos dois é, efectivamente, muito improvável mas possível. Com base em temas da história dos Mão Morta, escolhidos pela sua capacidade de serem interpretados conjuntamente por estas duas estruturas, criámos um espaço para que não só os arranjos fiquem diferentes dos arranjos habituais dos Mão Morta, com aquela carga menos visceral e ruidosa que os Mão Morta habitualmente imprimem, mas também com uma carga igualmente visceral mas muito mais ligada às cordas e à interpretação da música contemporânea imprimida pela Remix. Quisemos criar espaço para que haja riscos de ambas as partes: os Mão Morta dão grande espaço à improvisação nos seus espectáculos ao vivo, que normalmente está ausente da interpretação da música contemporânea, que se baseia muito mais na leitura de pautas.
Leia a notícia completa na edição em papel.