Jornal defensor da valorização de Aveiro e da Região das Beiras
Fundador: 
Adriano Lucas (1925-2011)
Director: 
Adriano Callé Lucas

Desmantelada rede nacional de contrafacção de vestuário e calçado


sábado, 23 fevereiro 2019
Foi a maior apreensão efectuada em território nacional de combate à contrafacção e envolveu todo o circuito, com um enfoque especial na produção. Falamos de uma mega operação efectuada pelo Destacamento de Acção Fiscal de Coimbra da GNR, tutelada pelo Departamento de Investigação e Acção Penal (DIAP) de Coimbra,  que decorreu na terça e quarta-feira. O resultado é o desmantelamento de uma «rede organizada que se dedicava ao fabrico e comercialização de artigos contrafeitos, em feiras e mercados, ou através das redes sociais e sites de venda electrónica». Há 25 suspeitos, com idades entre os 18 e os 63 anos, todos portugueses, que estão indiciados por fraude fiscal qualificada, branqueamento de capitais, associação criminosa, contrafacção e fraude sobre mercadorias. O valor da mercadoria apreendia «ascende a mais de 2 milhões de euros», precisa o Destacamento Fiscal,  apontando para um fraude tributária «na ordem dos 500 mil euros».A operação envolveu 114 operações de busca, em localidades dos distritos de Castelo Branco, Setúbal, Lisboa, Aveiro, Braga, Viseu e Porto, das quais 43 em espaços de fabrico, particularmente na zona do Vale do Ave, especificou o major Rui Chantre, comandante do Destacamento de Acção Fiscal, mas também de armazenagem, distribuição e intermediação da venda de vestuário e calçado contrafeito. Foram ainda efectuadas 38 buscas domiciliárias e 35 a viaturas automóveis. Uma acção concertada, que envolveu grande parte do território nacional e implicou 115 militares da Unidade de Acção Fiscal, apoiados por efectivos dos comandos de Aveiro, Viseu e Setúbal e elementos da PSP.
Leia a notícia completa na edição em papel.