Jornal defensor da valorização de Aveiro e da Região das Beiras
Fundador: 
Adriano Lucas (1925-2011)
Director: 
Adriano Callé Lucas

“SNS não tem nem terá capacidade para as necessidades em Saúde de 10 milhões de portugueses”


quinta, 21 fevereiro 2019
Passam hoje [ontem] sete meses que deixou o Centro de Cirurgia Cardiotorácia do CHUC e o SNS. Que balanço faz destes sete meses?Confesso que as coisas têm sido melhores do que esperava. Tive uma vida muito intensa. Até ao último dia, há sete meses, trabalhei muitas noites e dias inteiros. O meu dia, em média, no hospital tinha 12 horas, das oito às oito. Tinha receio que, subitamente, aparecesse um vácuo que me perturbasse psicologicamente. O vácuo surgiu, porque o trabalho que tenho feito não tem a mesma intensidade que tinha nessa altura, mas consegui encontrar com que me entreter, que não apenas ficar o dia inteiro a ler o Diário de Coimbra ou a olhar para a televisão, com uma caneca de cerveja na mão. Tenho-me mantido suficientemente ocupado para não ser psicologicamente e espiritualmente perturbador. Depois de ter saído do CHUC, fiquei o mês de Agosto de férias, para recuperar, como já era, aliás, habitual. Depois, no princípio de Setembro fui abordado - aliás já o tinha sido antes pelas duas grandes empresas de saúde aqui de Coimbra - no sentido de eu poder colaborar com eles. Tinha resistido a isso. Enquanto estive no Centro de Cirurgia Cardiotorácica disse que não falassem comigo ou fizessem propostas. Em Setembro tive duas reuniões, uma em cada lado, e tomei a decisão de vir para a CUF Coimbra.
Leia a notícia completa na edição em papel.