Jornal defensor da valorização de Aveiro e da Região das Beiras
Fundador: 
Adriano Lucas (1925-2011)
Director: 
Adriano Callé Lucas

Arquitecta estarrejense destaca-se em concurso internacional


Carla Real quarta, 14 fevereiro 2018
ita Breda, natural de Estarreja, integrou a equipa que ficou em segundo lugar num concurso lançado pelo Museu de Serralves, relacionado com a arquitectura. A equipa concorrente compõe-se pelos dois fundadores do escritório de arquitectura “murmuro” – Rita Breda e João Caldas – e pelos arquitectos Pe­dro Rodrigues, Luís Soares e Roberto Sánchez. “Para o con­curso, contámos com o apoio e consultadoria de engenheiros especializados nas diversas áreas referidas no programa do concurso”, sustenta Rita Breda. A arquitecta estudou até ao 9.º ano em Estarreja, tendo, posteriormente, ingressado na Escola Secundária José Estêvão, em Aveiro, onde estudou, na ver­tente Artes, os três últimos anos do liceu. Para ser arquitec­ta, estudou em Coimbra e, durante um ano, na Noruega, on­de teve, também, oportunidade de frequentar a Escola de Belas Artes. Anos mais tarde, ingressou na Faculdade de Belas Artes do Porto, onde fez uma pós-graduação em Estudos Museológicos e Curadoriais, tendo desenvolvido alguns trabalhos também como curadora. Diário de Aveiro: Como surgiu a participação neste concurso? Rita Breda: A Fundação de Serralves lançou um concurso para a concepção de um pavilhão expositivo que visava “dinamizar a criação de novos projectos criativos, a partir de uma abordagem inovadora, que estimule novas soluções criativas”. Era um concurso aberto a todos os profissionais habilitados a desenvolver a profissão, sem limites de idade ou nacionalidade. Foi elaborado em conjunto com a Ordem dos Arquitectos e a Faculdade de Arquitectura do Porto, que integravam, igualmente, o júri.
Leia a notícia completa na edição em papel.

Diários Associados