Jornal defensor da valorização de Aveiro e da Região das Beiras
Fundador: 
Adriano Lucas (1925-2011)
Director: 
Adriano Callé Lucas

Reportagem - Real Thaw: um exercício em que se escreve no céu uma história que pode ser real


Texto: Sónia Perdigão / Foto: Luís Filipe Coito quinta, 01 fevereiro 2018

Imagine um país em crise, uma terra indefesa que precisa de apoio, porque as questões diplomáticas a deixaram vulnerável e a tornaram num terreno de conflito, em que a vida, de quem lhe chama lar, não corre de feição. Neste cenário, onde mora a esperança? A resposta é simples. A esperança mora numa força treinada, ao abrigo da Nato - Organização do Tratado do Atlântico Norte, que sabe como agir, como interagir e como se coordenar quando é preciso entrar em acção.
Esta história é a aventura contada pelo exercício ‘Real Thaw 2018’ (RT18), que, desde segunda-feira e até dia 9 de Fevereiro, junta cerca de 1.500 militares e 35 aeronaves para sessões de treino realistas na Base Aérea n.º5, em Monte Real.   
Depois de quatro anos a decorrer noutros locais (o ano passado na Base Aérea de Beja) o Real Thaw regressa a Monte Real para encher o céu da região de F-16, F-18, C-130, entre outras aeronaves. 
E, apesar de neste exercício ser junto à pista que a adrenalina começa, muito antes de as aeronaves partirem rumo ao céu, criando um ambiente barulhento e ventoso que faz tremer o coração de quem vê, existe um trabalho intenso, antes de toda as descolagens, que é desenvolvido, antecipadamente, para que mais que uma experiência diferente, o Real Thaw seja um momento de aprendizagem para as diferentes nações em treino.  

Leia a notícia completa na edição em papel.

Diários Associados