Jornal defensor da valorização de Aveiro e da Região das Beiras
Fundador: 
Adriano Lucas (1925-2011)
Director: 
Adriano Callé Lucas

A maioria mudou as regras mas a oposição queria mais


João Peixinho domingo, 19 novembro 2017
A proposta para o novo regimento, que estabele as regras de funcionamento da Assembleia Municipal de Aveiro (AMA), presidida, pela primeira vez, por Luís Souto Miranda, foi aprovada na passada sexta-feira, pela maioria PSD/CDS, A AMA tem uma composição nova, uma nova bancada, o público passa a intervir no início dos trabalhos e a oposição tem mais tempo para falar. O partido “Pessoas-Animais-Natureza (PAN) fez a sua estreia na AMA , com o eleito Rui Alavarenga, que votou na abstenção assim como o PS e o PCP, enquanto o Bloco de Esquerda (BE) votou contra e a favor o PSD e do CDS. A atribuição de mais tempo não convenceu a oposição mas a intervenção do público no início é conseusual. Henrique Diz, do PSD afirmou que a oposição “abdicou de tempo para dar à oposição” no que o PS não se revê como disse Raul Martins, cuja bancada perdeu um minuto de intervenção comparando com o regulamento anterior. Contudo, ganha, duplicando o tempo, como as outras bancadas, na discussão da Conta de Gerência, das Grandes Opções do Plano e do Orçamento “assim como algum outro assunto de extrordinária importância e complexidade, como a revisão do Plano Director Municipal”.
Leia a notícia completa na edição em papel.