Jornal defensor da valorização de Aveiro e da Região das Beiras
Fundador: 
Adriano Lucas (1925-2011)
Diretor: 
Adriano Callé Lucas

Exportações sobem 10,3% e importações 17,5% em Setembro


terça, 09 novembro 2021

As exportações e as importações de bens aumentaram 10,3% e 17,5% em Setembro, respectivamente, em termos homólogos, de acordo com as Estatísticas do Comércio Internacional de Setembro, divulgadas hoje pelo Instituto Nacional de Estatística (INE).
“Em Setembro de 2021, as exportações e as importações de bens registaram variações homólogas nominais de +10,3% e +17,5%, respectivamente (+16,9% e +21,9%, pela mesma ordem, em Agosto de 2021)”, concluiu o INE.
Numa comparação com Setembro de 2019, as exportações e importações aumentaram 10,8% e 7,8%, pela mesma ordem.
Quando excluídos combustíveis e lubrificantes, os aumentos homólogos foram de 7,8% e 10,2%, respectivamente (+13,1% e +16,3%, pela mesma ordem, em Agosto de 2021).
Destacam-se os acréscimos nas exportações e importações de fornecimentos industriais (+28,1% e +33,7%, respectivamente; +25,0% e +31,3% face a Setembro de 2019) e nas importações de combustíveis e lubrificantes (+102,1%; +21,3% em relação a Setembro de 2019).
O INE apontou que estes resultados revêem em mais 0,1 e 0,2 pontos percentuais as taxas de variação homóloga das exportações e das importações, respectivamente, apresentadas na estimativa rápida trimestral, reflectindo a inclusão de nova informação.
De acordo com a autoridade estatística, o défice da balança comercial de bens aumentou 559 milhões de euros face ao mesmo mês do ano passado, atingindo 1.719 milhões de euros em Setembro de 2021, mas diminuiu 13 milhões de euros em relação a Setembro de 2019.
Excluindo combustíveis e lubrificantes, o défice da balança comercial atingiu 1.061 milhões de euros.