Jornal defensor da valorização de Aveiro e da Região das Beiras
Fundador: 
Adriano Lucas (1925-2011)
Director: 
Adriano Callé Lucas

Novo alerta do fisco sobre emails falsos para alegada devolução de IRS


terça, 18 maio 2021

O Fisco emitiu novo alerta de segurança, denunciando o envio de mensagens falsas aos contribuintes, sobre irregularidades na pré-análise do IRS que dão direito à devolução de quantias do imposto, e apela para serem ignoradas.
"A Autoridade Tributária e Aduaneira tem conhecimento de que alguns contribuintes têm recebido mensagens de correio electrónico provenientes do endereço [email protected] nas quais é pedido que se carregue num link que é fornecido e que sejam introduzidas as credenciais de acesso ao Portal das Finanças", lê-se no aviso publicado no portal das Finanças.
Como exemplo, a AT mostra um desses emails, falsamente enviado em nome da chefe do serviço de finanças Lisboa 8, dando conta do direito de devolução de quantias de IRS, por ter sido detectada uma irregularidade na pré-análise do IRS, e solicitando confirmação num link para que o valor seja considerado.
"Estas mensagens são falsas e devem ser ignoradas", alerta a AT no aviso, lembrando que o objectivo do email falso é o de convencer o destinatário a aceder a páginas maliciosas carregando no link sugerido. "Em caso algum deverá efectuar essa operação", avisa, recomendando ainda a leitura do folheto informativo sobre segurança informática disponível no portal das Finanças.
O envio destes alertas da AT sobre emails falsos, ou sms, tem sido cada vez mais frequente.
No final de Abril, também no portal das Finanças, o fisco denunciou ter conhecimento do envio de correio electrónico supostamente proveniente de outros endereços, diferentes dos agora denunciados, como [email protected] ou [email protected], com o assunto “AT – Consulta IRS”, nas quais se pedia para aceder a um link.
Também em Março, a AT, em aviso publicado no portal, alertou para a existência de mensagens de correio electrónicas fraudulentas com o endereço “portal das finanças”, avisando os contribuintes para não abrirem o ‘link’ sugerido.