Jornal defensor da valorização de Aveiro e da Região das Beiras
Fundador: 
Adriano Lucas (1925-2011)
Diretor: 
Adriano Callé Lucas

Ministério Público pede 25 anos de prisão para os suspeitos da morte de Valentina


sexta, 26 março 2021

O Ministério Público de Leiria pediu hoje 25 anos de prisão para o pai e para a madrasta de Valentina, uma menina que morreu em 2020, em Peniche, alegadamente vítima da violência.
O MP, que os acusa dos crimes de homicídio qualificado e de profanação de cadáver, em co-autoria, garante que os “arguidos a mataram”.
Segundo o despacho de acusação a que a agência Lusa teve acesso, o casal responde também pelo crime de abuso e simulação de sinais de perigo, enquanto o pai da criança que tinha nove anos está ainda acusado de um crime de violência doméstica.
A procuradora entendeu que, apesar de ter sido o pai a provocar as lesões que levaram à morte de Valentina, na Atouguia da Baleia, em Peniche, em Maio de 2020, a sua companheira "nada fez para impedir e não tinha nenhum impedimento".
De acordo com a acusação, no dia 1 de Maio, o progenitor, de 33 anos, natural de Caldas das Rainha, confrontou a filha, Valentina, com a “circunstância de ter chegado ao seu conhecimento que a mesma tinha mantido contactos de cariz sexual com colegas da escola”.