Jornal defensor da valorização de Aveiro e da Região das Beiras
Fundador: 
Adriano Lucas (1925-2011)
Diretor: 
Adriano Callé Lucas

Projecto Sonar está de regresso este mês


terça, 06 outubro 2020



Após uma pausa forçada provocada pelas restrições e recomendações sanitárias, o projecto “Sonar” está de volta em Outubro “com renovada energia”, tendo já abertas as inscrições para as diferentes modalidades de subscrição. Os responsáveis - Cláudia Pargana, Pedro Monteiro e Ricardo Ferreira de Mascarenhas – dizem que se trata de um projecto “pioneiro em Portugal”, sendo descrito como “um modelo que casa os conceitos de ‘gap assessment’ e ‘benchmarking’” permitindo simultaneamente “reconhecer melhores práticas, apontar caminhos e proporcionar oportunidades de profunda aprendizagem”.

Tratando-se de um “benchmarking” centrado na melhoria contínua, tem por referência uma “visão estratégica que reflecte a maturidade em temas como cultura da organização, expressa na sua estrutura e nos seus comportamentos; na orientação ao cliente manifesta nos seus valores e reflectida nas suas prioridades; na gestão e estabilização do chão de fábrica por parte das equipas envolvidas; e no fluxo dos sistemas produtivos e a criação de valor de forma eficiente”. 

“Um dos desafios que encontrámos nos nossos percursos profissionais, em organizações de carácter maioritariamente industrial, algumas com dezenas de unidades fabris, foi aprender copiando: copiar considerou-se a mais rápida forma de melhorar e não copiar uma forma de resistência”, explicam.

“Entre as dezenas de unidades fabris, os objectivos eram determinados por processos internos de benchmarking. Nele os resultados operacionais eram processados, levando em linha de conta as especificidades de cada unidade e traduziam-se numa referência que

reunia o melhor de cada”, acrescentam. “Mas o interesse pelas melhores práticas não se limita à definição de objectivos de grupo por referência do desempenho de uma unidade, mas sim pela uniformização na exigência e padrões”, dizem Cláudia Pargana, Pedro Monteiro e Ricardo Ferreira de Mascarenhas.

A equipa do “Sonar” sublinha que “não é possível fazer uma cópia cega das melhores práticas sem uma análise atenta do contexto em que se desenvolveram”, pelo que a réplica para outras realidades implica também “um auto-conhecimento e um processo de aprendizagem que justifica só por si a definição de um modelo para um ‘benchmarking’”. “Uma vez assente que este modelo não só permite acelerar a melhoria
mas também premiar equipas e desenvolver competências, cabe reconhecer que é critico que a identificação das melhores práticas esteja assente num processo sólido, inequívoco e credível”, sustentam.

O projecto assenta num “conceito simples” pressupondo apenas a participação de todos quantos estejam “interessados e disponíveis para partilhar as suas operações”, facultando a visitas aos seus pares. Aos participantes que se venham a destacar será pedido que partilhem
a sua realidade e o seu percurso. A todos será permitida a observação das melhores práticas. “Não restam dúvidas de que ganhará aquele que tiver a oportunidade de observar as melhores praticas dos seus pares, entender o caminho que percorreram e as dificuldades que ultrapassaram. Aos que vão à frente cabe o reconhecimento mas também a oportunidade de verem as suas práticas desafiadas para níveis sempre crescentes”, finalizam.
O “Sonar” pode ser conhecido no “site” projectosonar.pt ou no LinkedIn.

A equipa

Cláudia Pargana é licenciada em Engenharia de Materiais e completou os estudos nos EUA. Foi responsável pela implementação do Delphi Manufacturing System na unidade da Delphi do Seixal, tendo transitado para os quadros europeus da divisão Packard. Foi directora do programa europeu de melhoria contínua da divisão Building Efficiency da Johnson Controls. É consultor desde 2016.
Pedro Monteiro é licenciado em Engenharia Industrial com pós-graduação em Gestão de Operações e MBA em Lean Services. Trabalhou na implementação do Delphi Manufacturing System nas unidades da Delphi em Ponte de Sor e Braga. Foi responsável pelo programa de melhoria contínua na Gewiss Portugal e Worthington Cylinders, passando também pela engenharia de processo e manufactura da Borgwarner. Actualmente é Gestor de Excelência Operacional nas unidades da Europa e Ásia da Allied Motion e fundador/editor da revista digital theleanmag.com.
Ricardo Mascarenhas é licenciado em Engenharia Mecânica com pós-graduação em gestão e mestrado em Engenharia Mecânica, sendo doutorando em Gestão de Operações. É consultor certificado pelo Management Consulting Institute e em 16 anos de experiência profissional trabalhou em PME familiares e em multinacionais como Toyota, Henrique Vieira & Filhos, Kirchhoff Automotive ou Grohe. É fundador e director-geral da RM Consulting.