Jornal defensor da valorização de Aveiro e da Região das Beiras
Fundador: 
Adriano Lucas (1925-2011)
Director: 
Adriano Callé Lucas

Chega é o partido que mais cresceu desde as Legislativas


sábado, 12 setembro 2020

Entre Outubro do ano passado, data das últimas eleições Legislativas, e o actual mês de Setembro é o Chega o partido que mais cresce nas intenções de voto, de acordo com o mais recente Barómetro Político e Questões de Conjuntura – o estudo efectuado pela Eurosondagem com o patrocínio da Associação Mutualista Montepio mostra que a força política que tem André Ventura como principal rosto dispõe agora, 11 meses volvidos, de 2,8 por cento de intenções de voto acima do seu resultado no acto eleitoral para o Parlamento.


Entre estas duas datas – Outubro de 2019 e Setembro de 2020 – só três partidos viram os seus números reforçados face aos respectivos resultados nas eleições Legislativas: Chega (mais 2,8 por cento), PS (mais 2,1 por cento) e PSD (mais 0,4 por cento). O resultado do PAN é igual e o de todos os outros piorou.


Já em relação ao últi­mo


Barómetro, realizado em Julho, a estabilidade na intenção de voto é a marca dominante, com ligeiras subidas de PS, CDS, PAN e Chega.


O PS continua a ser, com grande margem, o partido em quem os portugueses depositam mais confiança para governar. Há 11 meses os socialistas alcançaram 36,3 por cento dos votos no sufrágio para o Parlamento e o último estudo da Eurosondagem revela que as intenções de voto reforçam (38,5 por cento) os números de Outubro. O fosso para o PSD (28,2 por cento) é superior a dez por cento.



Marcelo Rebelo de Sousa


é o mais popular


O Barómetro afere, por outro lado, a popularidade dos órgãos de soberania e dos líderes políticos nacionais. A maior taxa de aprovação pertence ao Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa (na foto), com um saldo positivo de 66,5 por cento – apenas 4,5 por cen­to dos inquiridos fazem uma avaliação negativa do seu desempenho. Embora menor, o Primeiro-ministro, António Costa, possui igualmente muito mais juízos positivos do que negativos.


(...)


FICHA TÉCNICA


Estudo de Opinião efectuado pela Eurosondagem para o jornal O SOL, Porto Canal, Açoreano Oriental, Diário de Aveiro, Diário Insular dos Açores, Diário de Coimbra, Diário de Leiria, D.N. Madeira, Diário de Viseu e Oeiras Actual (C.M.Oeiras), com o patrocínio da Associação Mutualista Montepio, de 7 a 10 de Setembro de 2020.


Entrevistas telefónicas, realizadas por entrevistadores seleccionados e supervisionados, para telemóveis e telefones da rede fixa.


O Universo é a população com 18 anos ou mais, residente em Portugal Continental e Regiões Autónomas.


Amostra estratificada por Região, e aleatória no que conserve ao Sexo e Faixa Etária.


Foram efectuadas 1.172 tentativas de entrevistas e, destas, 150 (13,0%) não aceitaram colaborar no Estudo de Opinião. Foram validadas 1.022 entrevistas.


O erro máximo da Amostra é de 3,07%, para um grau de probabilidade de 95,0%.


Um exemplar deste Estudo de Opinião está depositado na Entidade Reguladora para a Comunicação Social.



Leia a notícia completa na edição em papel.