Jornal defensor da valorização de Aveiro e da Região das Beiras
Fundador: 
Adriano Lucas (1925-2011)
Director: 
Adriano Callé Lucas

Estádio João Cardoso aprovado pela DGS para o regresso da I Liga


quinta, 21 maio 2020

Nove estádios da I Liga portuguesa de futebol foram aprovados pela Direcção-Geral da Saúde (DGS) para receberem jogos de imediato, enquanto outros seis necessitam de correcções, foi ontem anunciado.
Em comunicado, a Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP) e a Federação Portuguesa de Futebol (FPF) informaram sobre o resultado das visitas realizadas pelas autoridades regionais de saúde a 15 estádios candidatos a receber jogos na retoma da competição, prevista para 4 de Junho.
O Estádio João Cardoso (Tondela), Estádio da Luz (Benfica), Estádio do Dragão (FC Porto), Estádio José Alvalade (Sporting), Estádio D. Afonso Henriques (Vitória de Guimarães), , Estádio do Marítimo, Estádio Municipal de Braga, o Portimão Estádio e a Cidade do Futebol (FPF) foram aprovados pela DGS para receberem jogos de imediato. Quanto aos estádios do Bonfim (Vitória de Setúbal), Capital do Móvel (Paços de Ferreira), Cidade de Barcelos (Gil Vicente), do Clube Desportivo das Aves, do Bessa e do Rio Ave, a DGS indicou “um conjunto de correcções de que terão de ser alvo para que possam ser novamente vistoriados pelas autoridades de saúde”.
O Santa Clara e do Belenenses SAD já anunciaram que vão jogar na Cidade do Futebol, em Oeiras, enquanto o Famalicão vai receber os adversários em Barcelos, e o Moreirense também não vai jogar no seu estádio, sendo Guimarães a hipótese mais forte.
Após a declaração de pandemia, a 11 de Março, as competições desportivas de quase todas as modalidades foram disputadas sem público, adiadas – Jogos Olímpicos Tóquio2020, Euro2020 e Copa América -, suspensas, nos casos das ligas nacionais e provas internacionais, ou mesmo canceladas.
As ligas de França, Países Baixos, Bélgica e Escócia foram canceladas, enquanto outros países preparam o regresso à competição, com fortes restrições, como Inglaterra, Itália, Espanha e Portugal, que tem o reinício previsto para 4 de Junho, depois de a liga alemã ter sido retomada no sábado.
Faltam disputar 90 jogos da I Liga, a única que não foi cance-lado devido ao novo coronavírus, assim como a final da Taça de Portugal, que vai opor Benfica e FC Porto. Após 24 jornadas, os ‘dragões’ lideram a competição, com 60 pontos, mais um do que o campeão Benfica.


“Aprovação do nosso estádio é motivo de orgulho para toda a região”

O director-geral da SAD do Tondela assumiu que a aprovação do Estádio João Cardoso para os jogos da I Liga de futebol “é um orgulho para toda a região”.
“O Tondela já é um orgulho de toda a região e ter um estádio que cumpre com as regras, é ainda maior. Queremos identificar-nos com toda a região do centro e dar orgulho a todos e é bom poder jogar em casa”, disse Nicola Ventra.
O director falava após a Direcção-Geral da Saúde (DGS) ter informado a Federação Portuguesa de Futebol (FPF) e a Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP) da lista de estádios aprovados para se cumprirem as 10 jornadas que faltam para acabar a época.
“Estamos contentes com a decisão e estamos de parabéns, toda a estrutura, que trabalhou muito e num curto espaço de tempo. As nossas instalações cumprem com a regras da DGS e da federação e isso enche-nos de orgulho”, acrescentou.
Nicola Ventra não escondeu que o facto de o Tondela poder jogar no Estádio João Cardoso “é uma mais valia”, porque mais do que os jogadores jogarem na sua casa, é também “mais cómodo”, uma vez que a equipa mora na região.
“A logística é mais fácil, os custos são menores, porque ir jogar a outro estádio tem mais custos, tem o transporte e é mais complexo. Jogar em casa é melhor em tudo. É a nossa casa, é o nosso habitat natural e é todo o conforto e a logística mais fácil”, resumiu.

Leia a notícia completa na edição em papel.

Diários Associados