Jornal defensor da valorização de Aveiro e da Região das Beiras
Fundador: 
Adriano Lucas (1925-2011)
Director: 
Adriano Callé Lucas

Cavalhadas sem cortejo mas cumprindo a promessa


quinta, 30 abril 2020

O cortejo das Cavalhadas de Vildemoinhos não vai sair à rua, no próximo dia 24 de Junho, no entanto, os ‘trambelos’ irão cumprir a promessa que esteve na origem destas cavalhadas.
Sem desfile pelas ruas da cidade, a associação das Cavalhadas de Vildemoinhos vai aproveitar para divulgar melhor a história deste evento multisecular, através de um directo nas suas redes sociais.
“Grande parte das pessoas, possivelmente, não sabe que o cortejo das cavalhadas se baseia na promessa feita a São João, em 1652 depois de uma dura disputa de água do Rio Pavia, que o povo de Vildemoinhos venceu. Nesse ano, prometemos a São João ir todos os anos à Capela de São João da Carreira. E este ano, um ano de excepção, vamos cumpri-la”, anunciou ontem o presidente da direcção das Cavalhadas de Vildemoinhos, Acácio Braguez da Costa.
“No próximo 24 de Junho não teremos o maravilhoso cortejo das Cavalhadas de Vildemoinhos na rua, mas alegra-nos o coração que todos por esse mundo fora, possam assistir em directo, através da página de facebook das Cavalhadas de Vildemoinhos, ao cortejo do alferes, mordomos e moleiro, rumo à capela, hasteando as suas bandeiras e cumprindo a emocional promessa”, acrescenta o dirigente, que promete “uma emissão única, que contará com um painel de comentadores em directo do cortejo”, para dar a conhecer “a história e estes 368 anos de tradição”.
“Vildemoinhos vai ficar em casa, mas irá assear e enfeitar as janelas e varandas”, promete ainda Acácio Braguez da Costa.

Leia a notícia completa na edição em papel.