Jornal defensor da valorização de Aveiro e da Região das Beiras
Fundador: 
Adriano Lucas (1925-2011)
Director: 
Adriano Callé Lucas

“Exigimos respeito, rigor e verdade”


Ana Catelas (texto)/Lusa (foto) quinta, 10 outubro 2019

Três dias depois de ter perdido a Supertaça para o FC Porto (6-4), a Oliveirense emitiu um comunicado onde “exige respeito” pelos atletas e treinadores, afirmando ser “impossível ignorar os factos ocorridos” no referido jogo, no passado sábado, em Coimbra. “Exigimos rigor e verdade”, referiu o clube, antes de apontar o dedo à dupla de arbitragem composta por Luís Peixoto e Miguel Guilherme. “Os dois árbitros adulteraram a verdade desportiva e prejudicaram cirurgicamente a Oliveirense”, escreveu o clube num documento onde refere seis lances que considerou “cruciais” neste encontro acompanhados pelas imagens televisivas.

Nas jogadas expostas, a Oliveirense queixa-se de um penálti (para o 2-1) mal assinalado a favor do FC Porto, de um livre directo a favor da Oliveirense não assinalado e de dualidade de critérios na análise das jogadas. Assim, e recordando também, neste comunicado, o golo invalidado na época passada a Marc Torra, no Pavilhão da Luz, num lance em que a bola entrou claramente na baliza do Benfica, a Oliveirense avisa estar “apreensiva” e promete estar “atenta e vigilante” ao longo desta época em todas as competições.

Leia a notícia completa na edição em papel.