Jornal defensor da valorização de Aveiro e da Região das Beiras
Fundador: 
Adriano Lucas (1925-2011)
Director: 
Adriano Callé Lucas

Especialista alerta: ainda não há lampreias a passar a escada de peixe


segunda, 08 abril 2019
Desde que entrou em funcionamento, em 2013,  a escada de peixe na ponte açude em Coimbra que as espécies migratórias que sobem o rio Mondego para desovar são contadas exemplar por exemplar. Há anos bons no que diz respeito ao número de peixes que passam a escada, há anos maus, mas nenhum tão mau como está a ser 2019 para a lampreia. «Este ano ainda não tivemos lampreias na passagem de peixe», alertou este sábado Pedro Raposo de Almeida, da Universidade de Évora, na oração de sapiência do XV Capítulo da Lampreia de Penacova, explicando que, face a esta situação, será preciso tomar medidas, como por exemplo «aumentar o período de defeso».O ano «excepcional» foi aquele em que subiram a escada de peixe «22 mil animais», sendo que a média são 10 mil. No ano passado, e segundo Pedro Raposo de Almeida, passaram no açude 11.259 lampreias, mas em 2017 tinham apenas subido 295, o que fazia este ser o pior ano, excluindo, até ao momento, 2019.
Leia a notícia completa na edição em papel.