Jornal defensor da valorização de Aveiro e da Região das Beiras
Fundador: 
Adriano Lucas (1925-2011)
Director: 
Adriano Callé Lucas

IPC quer ser primeiro Eco-Politécnico do país


quarta, 27 março 2019
Os copos e palhinhas de plástico foram abolidos de bares e cantinas, distribuíram-se garrafas de vidro por todas as unidades orgânicas - para utilizar, com água da torneira, em reuniões, seminários e outros eventos -, foram instalados os primeiros dispensadores de águas e colocados os primeiros eco-pontos, há medidas  para aumentar a eficiência energética dos edifícios e muitas mais iniciativas sustentáveis. O Instituto Politécnico de Coimbra (IPC), que apresentou no fim do ano passado a campanha “Politécnico de Coimbra +Sustentável” lançou o repto a todas as suas escolas e quer ser reconhecido como o primeiro Eco-Politécnico do país. «É o nosso e o vosso futuro que está em causa. Tendo a possibilidade de marcar a diferença, não fiquem parados», referiu ontem Sílvia Seco, do Serviço de Saúde Ocupacional e Ambiental do IPC, na apresentação do Programa Eco-Escola da Coimbra Business School/ISCAC.Um programa que, resumiu, visa «aplicar conceitos de gestão e educação ambiental à vida da escola», envolvendo toda a comunidade educativa, permitindo que «todos possam ter uma palavra a dizer e ser decisores» dessa mesma gestão ambiental. 
Leia a notícia completa na edição em papel.