Jornal defensor da valorização de Aveiro e da Região das Beiras
Fundador: 
Adriano Lucas (1925-2011)
Director: 
Adriano Callé Lucas

Ministra reconhece problemas no serviço de urgência de Leiria e manifesta preocupação


foto: Luís Filipe Coito/Arquivo segunda, 18 março 2019
A ministra da Saúde reconheceu problemas na urgência do Hospital de Leiria, manifestando-se preocupada com os relatos dos profissionais de saúde, adiantando que o Governo já está a tomar medidas. Na Comissão Parlamentar de Saúde, a ministra Marta Temido começou por indicar que reconhece as dificuldades que foram expressas pelos profissionais de saúde que trabalham no serviço de urgência do hospital e admitiu que o reforço de pessoal nos últimos anos pode não ter sido suficiente para o aumento da área de influência do centro hospitalar.“Tem tido problemas complexos nos últimos tempos relativamente ao serviço de urgência”, assumiu a ministra, sexta-feira, apesar de considerar que “o Centro Hospitalar Leiria é um hospital que tem a sua credibilidade junto de entidades externas, com um reconhecimento significativo”.Marta Temido considera que o hospital de Leiria teve nos anos mais recentes uma evolução que lhe trouxe “dores de crescimento”, sofrendo do “esforço meritório para ganhar diferenciação e se afirmar como hospital de maior referência”.A ministra reconheceu ainda que o reforço de profissionais pode não ter sido o suficiente para responder ao alargamento da área de influência dos utentes abrangidos pelo centro hospitalar, que passou 300 mil habitantes para 400 mil habitantes.
Leia a notícia completa na edição em papel.