Jornal defensor da valorização de Aveiro e da Região das Beiras
Fundador: 
Adriano Lucas (1925-2011)
Director: 
Adriano Callé Lucas

Norte de Portugal vai receber vários grupos de israelitas para turismo


Friday, 08 March 2019

A ida a Israel para promover o turismo e a herança sefardita no Norte de Portugal foi das primeiras iniciativas deste ano da Associação de Turismo do Porto (ATP), cujo retorno é a vinda de vários grupos israelitas à região. Em entrevista à Lusa, o embaixador de Israel em Portugal, Raphael Ganzou, avançou hoje que existem actualmente “oito grupos israelitas interessados em visitar a parte Norte de Portugal” na sequência do protocolo entre a ATP e o Centro de Estudos Judaicos em Trás-os-Montes”. “Sabemos que existem oito grupos já interessados em visitar a parte Norte de Portugal e Trás-os-Montes. Estamos confiantes de que os turistas judeus de outros países também podem encontrar muito interesse em Portugal pela sua beleza, gentileza das pessoas e a rica cultura, incluindo os vestígios judaicos”, acrescentou.

A vinda de turistas israelitas relaciona-se com a ida recente da Associação de Turismo do Porto a uma feira de turismo a Israel para promover o turismo e a herança sefardita no Norte de Portugal. Em entrevista à Lusa a propósito da promoção turística do Norte de Portugal no estrangeiro para o triénio 2019-2021, o director executivo da ATP, Rui Pedro Gonçalves, explicou que uma das primeiras acções que o organismo realizou este ano, e já com o novo bolo financeiro de 6,2 milhões de euros, foi a visita a numa feira de turismo em Israel para promover o turismo religioso da região.

A deslocação da ATP à feira israelita para “promover a região do Norte de Portugal”, vem na sequência do protocolo que a ATP fez com o Centro de Estudos Judaicos de Trás-os-Montes, explicou o presidente executivo da ATP, acrescentando que durante a visita interagiram com os “principais ‘players’ (agentes e intervenientes) no mercado israelita”.

O Centro de Estudos Judaicos de Trás-os-Montes, localiza-se em Santa Maria Maior Chaves, Vila Real, e relaciona-se com a herança sefardita na região Norte de Portugal. “É um trabalho feito nos bastidores, mas que na ligação com os principais líderes das diferentes comunidades judaicas irá fazer com que a região Norte seja também atractiva e seja um polo para atrair aqueles turistas para a região, que muitas vezes vêm de uma forma não tanto turística, mas mais como uma visita pedagógica à região, para conhecer o seu passado, quase como um turismo de memória e que tem a ver com a história e tradições judaicas”, explica.

A Embaixada de Israel acrescentou ainda que incentiva o “turismo nos dois sentidos, de Israel a Portugal e vice-versa”, refere Raphael Ganzou, reconhecendo que as “estatísticas são muito encorajadoras” e os voos directos da EL-AL e da TAP “são bastante instrumentais para esta tendência positiva”.

“Apoiamos os esforços da secretária de Estado do Turismo, Ana Godinho Mendes, para promover a herança judaica de Portugal, como uma das muito boas razões para visitar o país”, observou ainda o embaixador de Israel em Portugal.