Jornal defensor da valorização de Aveiro e da Região das Beiras
Fundador: 
Adriano Lucas (1925-2011)
Director: 
Adriano Callé Lucas

Material pirotécnico apreendido em Poiares


quarta, 16 janeiro 2019
Foi uma acção de fiscalização de rotina, mas a Brigada de Fiscalização de Armas e Explosivos da PSP regressou de Vila Nova de Poiares de “mãos cheias”, depois de ter apreendido 41 quilos de material pirotécnico. Em causa está uma empresa, com sede na vida que, de acordo com fonte do Comando Distrital de Coimbra da PSP, está devidamente licenciada para a revenda de fogo de artifício. Todavia, com limites. Significa que pode ter em armazém 10 quilos deste tipo de material. Mas tinha cinco vezes mais,  facto que levou a Brigada a proceder à apreensão do material “remanescente”, ou seja, os 41 quilos que se encontravam “a mais”.Em causa está fogo-de-artifício, que possivelmente, a empresa terá adquirido com algum reforço, tendo em conta as festividades de Natal e Ano Novo. Uma situação que, de acordo com fonte das Relações Públicas da PSP não se regista habitualmente, sendo raras as empresas da região que são apanhadas em infracção relativamente a este tipo de requisito. Um requisito fundamental, em «termos de segurança» e que é complementado com um conjunto de exigências no que concerne ao acondicionamento do material pirotécnico. Sobre este aspecto, nada há a “apontar” à empresa de Vila Nova de Poiares que, sublinhe-se, não produz fogo de artifício ou equipamento pirotécnico, mas apenas procede à sua comercialização. 
Leia a notícia completa na edição em papel.