Jornal defensor da valorização de Aveiro e da Região das Beiras
Fundador: 
Adriano Lucas (1925-2011)
Director: 
Adriano Callé Lucas

Oleiros mantêm viva a tradição do barro na Bajouca


foto: Luís Filipe Coito quarta, 16 janeiro 2019
A freguesia da Bajouca é conhecida por muitos como a 'capital da olaria', e não é por acaso. São vários os artesãos que se dedicam a este ofício e há quem mantenha, há vários anos, a tradição viva no concelho de Leiria. Na Olaria Silva, Manuel Silva continua a produzir várias peças em barro, sendo dos oleiros que há mais anos trabalha na área, e que ainda hoje cria vários artigos.“Hoje em dia é o meu filho quem gere a olaria, há já oito anos, e eu, em vez de ir para o café, venho para a oficina. Mas já faço mais as coisas como entretenimento”, afirmou Manuel Silva, considerando, contudo, que a arte da olaria “está a desaparecer”.O oleiro começou a ajudar e “a fazer 'coisas'” aos oito anos, tendo-se dedicado “mais a sério” à olaria “anos mais tarde”. “Os meus avós eram oleiros, assim como o meu pai, e eu continuei. Comecei a fazer alguns trabalhos aos oito anos, mas só comecei a trabalhar mais a sério mais tarde. Já lá vão uns 64 anos”, contou.Aos 15 anos, Manuel Silva saia da olaria do pai “e ia trabalhar num outro local para ganhar dinheiro”, uma vez que, como explicou, o facto de o pai “pôr 'comida na mesa' era já uma grande forma de pagamento”.
Leia a notícia completa na edição em papel.