Jornal defensor da valorização de Aveiro e da Região das Beiras
Fundador: 
Adriano Lucas (1925-2011)
Director: 
Adriano Callé Lucas

Memórias do fogo vividas na primeira pessoa contadas em livro


quarta, 12 dezembro 2018
“Mamã, tenho medo do fogo”. Palavras assustadas de Camila, de 6 anos, em Junho do ano passado, depois do incêndio de Pedrógão Grande, que também atingiu a Pampilhosa da Serra, concelho onde reside. «Foi difícil, a minha filha percebeu que morreram pessoas e ficou com muito medo que o fogo também chegasse à nossa aldeia», conta Verónica Marques, mãe de Camila e de uma outra menina, mais nova, que só distanciadamente percebeu que o fogo esteve ali, devido aos seus 3 anos e ao facto de estar a dormir. Uma experiência dramática que a assistente social do município de Pampilhosa da Serra viveu na primeira pessoa, partilhou com a família e com toda a comunidade e inspirou uma obra infantil que vai ser apresentada sábado na Pampilhosa da Serra. «Não sou escritora», assume Verónica Marques, natural de Leiria, radicada há 16 anos na Pampilhosa da Serra, que em finais de Dezembro, inícios de Janeiro sentiu “o ckic” que a levou a escrever este livro. Um livro que assume o drama vivido no dia 15 de Outubro, mas pretende chamar a atenção para um conjunto de outros valores, como «a solidariedade, a amizade, o espírito de entre-ajuda», sem esquecer «alguns conselhos» relativamente à forma como agir perante o fogo.
Leia a notícia completa na edição em papel.