Jornal defensor da valorização de Aveiro e da Região das Beiras
Fundador: 
Adriano Lucas (1925-2011)
Director: 
Adriano Callé Lucas

Tribunal decreta penhora de hotel de Miranda que contesta execução


quarta, 28 novembro 2018
O Tribunal da Comarca de Coimbra decretou a penhora do Hotel Parque Serra da Lousã (HPSL), em Miranda do Corvo, e saldos bancários da empresa superiores a 82 mil euros. As penhoras do imóvel urbano e do recheio do HPSL, propriedade da Fundação ADFP, liderada por Jaime Ramos, bem como das contas bancárias, foram executadas nos últimos dias, em momentos diferentes, a fim de garantir o pagamento de cerca de 700 mil euros à antiga empresa construtora daquela estrutura, a Jobipiso, com sede em Coimbra. «Não cedemos a chantagens e no prazo legal vamos requerer ao juiz o levantamento da penhora», disse Jaime Ramos, indicando que a ADFP tem 20 dias para contestar a execução. A penhora, na sua opinião, «é uma manobra que tenta denegrir o prestígio do Hotel Parque [que se mantém aberto ao público], tentando pressionar para que não defenda os seus interesses».
Leia a notícia completa na edição em papel.