Jornal defensor da valorização de Aveiro e da Região das Beiras
Fundador: 
Adriano Lucas (1925-2011)
Director: 
Adriano Callé Lucas

Empresário de Pombal raptado e encontrado morto em Moçambique


Orlando Cardoso / foto: DR terça, 13 novembro 2018
O empresário José Paulo Antunes Caetano, de 51 anos, foi encontrado morto, nos arredores de Maputo, capital de Moçambique, depois de ter sido raptado na passada sexta-feira. O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, apresentou, ontem, condolências à família do empresário, co-fundador e antigo administrador da JP Global, uma ‘holding’ sediada nas Meirinhas (Pombal), que chegou a deter várias empresas. Natural de Ourém, mas residente no concelho de Pombal, José Paulo Caetano era divorciado e pai de três filhas. Emigrou para Moçambique há cer­ca de oito anos, depois de alguns anos de sucesso empresarial em Portugal, tendo sido presidente do conselho de administração de várias empresas, com destaque para a JP Caetano, dedicada à comercialização e aluguer de máquinas e camiões para a construção civil e obras públicas, fundada com o seu irmão Jorge Caetano. Sector de actividade que prosseguiu em Maputo. No sábado passado, um ami­go do empresário alertou a Polícia da República de Moçambique para o rapto do mesmo, que teria ocorrido no dia anterior na zona de Mussumbuluco, na Matola, nos subúrbios da capital moçambicana. Apesar de ter sido accionada uma equipa de investigação criminal, no domingo foi encontrado o corpo de José Paulo Caetano, numa pedreira abandonada, com sinais de ter sido atingido com uma faca no pescoço e no braço. Isto, depois de ter sido pago o resgate exigido. Ontem, Juarce Elias Martins, chefe provincial de relações públicas da Polícia da República de Moçambique adiantou que há indícios que o empresário tenha sido raptado por alguém que lhe era conhecido, acrescentando que estão a tentar extrair informação do telemóvel da vítima para chegar ao(s) autor(es) do crime.
Leia a notícia completa na edição em papel.