Jornal defensor da valorização de Aveiro e da Região das Beiras
Fundador: 
Adriano Lucas (1925-2011)
Director: 
Adriano Callé Lucas

Vereador acusa presidente de Câmara de Pombal de “poder absoluto”


Orlando Cardoso / foto: DR / Legenda: Michael António não poupa críticas às atitudes do autarca segunda, 05 novembro 2018

O vereador da Câmara Municipal de Pombal, Michael Mota António, acusa o presidente da autarquia de estar a assumir um mandato de “poder absoluto” e de não respeitar a lei e a democracia. O eleito pelo movimento Narciso Mota Pombal Humano (NMPH) anunciou que vai denunciar a “situação recorrente” às entidades competentes. 
Michael Mota António pretende suscitar “a apreciação da legalidade do regimento, das regras e da forma de funcionamento das reuniões de Câmara, não só pelo dever moral e obrigação de o fazer, como pelo respeito pela lei, pela democracia e por todos os pombalenses”.  
O vereador independente considera que a “atitude demonstrada” na última reunião do executivo pelo presidente da Câmara, eleito pelo PSD, “é o corolário de sucessivos atropelos às mais elementares regras do funcionamento do órgão, da sã conivência democrática e, consequentemente, do respeito que deve existir por todos os munícipes do concelho que, através do seu voto fizeram as suas escolhas legítimas, mas, em circunstância alguma conferiram mandatos de ‘poder absoluto’”.

 

Leia a notícia completa na edição em papel.