Jornal defensor da valorização de Aveiro e da Região das Beiras
Fundador: 
Adriano Lucas (1925-2011)
Director: 
Adriano Callé Lucas

Fati nunca marcou tanto


Ana Catelas (texto); Ricardo Carvalhal (foto) quinta, 01 novembro 2018
Normalmente é o rei das assistências, mas na Oliveirense Fati está a revelar a sua veia goleadora. Os dois golos marcados na última jornada, frente ao Sporting Braga B, garantiram à Oliveirense a primeira vitória da época e permitiram ao extremo aumentar para cinco os golos na sua conta pessoal quando estão disputadas oito jornadas na II Liga. Nunca antes o guineense tinha marcado tantos golos como esta temporada em que regressou à Oliveirense, após rescindir com o Moreirense, para assinar um contrato válido por duas temporadas. “O mais importante é a equi­pa ganhar”, salientou Fati, de 25 anos, reconhecendo, contudo, que fazer golos é uma sensação “muito boa”. “Eu vivo mais de passes do que de golos e quan­do vejo um companheiro marcar após uma assistência minha é como se o golo fosse meu”, acrescentou o jogador que, à custa dos seus golos, já garantiu cinco dos oito pontos que a Oliveirense soma no campeonato.
Leia a notícia completa na edição em papel.