Jornal defensor da valorização de Aveiro e da Região das Beiras
Fundador: 
Adriano Lucas (1925-2011)
Director: 
Adriano Callé Lucas

Reportagem: A história dos Bombeiros de Alvaiázere em muitos capítulos


texto: Bruna João Santos Tuesday, 29 May 2018

Encontrar a definição de família no dicionário é como entrar no quartel dos Bombeiros Voluntários de Alvaiázere. Nas horas 'mortas' partilham-se experiências e falam-se de momentos marcantes, típicos de uma profissão que exige uma vertente humana e muito amor à 'camisola'. Na verdade, por detrás do espírito guerreiro, de um lágrima sentida ou de um sorriso de cansaço, estão jovens que abdicam de tempo livre, mulheres que prescindem do tempo com os filhos, homens que faltam a momentos em família. Assim é em todas as corporações dos ‘soldados da paz’, e Alvaiázere não é excepção.

2018 é um bom ano. Depois de um Verão atípico, sobretudo do mês de Junho, que colocou o Norte do distrito nas manchetes dos jornais pelo incêndio de Pedrógão Grande, Alvaiázere acolheu com agrado o início das obras de remodelação do quartel, que permitirá dar resposta justa às dezenas de elementos que constituem a corporação, muitos deles voluntários. Espera-se que em Setembro se abram as portas das novas instalações. Até lá, há que continuar o trabalho que tem vindo a ser feito para melhoria da qualidade das respostas à população. Há pouco mais de um mês, por exemplo, uma mulher deu à luz numa das ambulâncias da corporação, e esse é um registo para guardar.
Em 2020, sopram-se as velas do 80.º aniversário. No livro de recordações, escrevem-se histórias de quem conheceu a alma gémea no quartel, seguiu as pisadas do pai ou da mãe,  foi bombeiro durante 65 anos; enfim, de quem não teve dúvidas na hora de abraçar este desafio.

A dois anos de comemorarem o 80.º aniversário, a história dos Bombeiros Voluntários de Alvaiázere conta-se em muitos capítulos, que damos a conhecer numa reportagem sobre estes soldados da paz do Norte do distrito.

Leia a notícia completa na edição em papel.