Jornal defensor da valorização de Aveiro e da Região das Beiras
Fundador: 
Adriano Lucas (1925-2011)
Diretor: 
Adriano Callé Lucas

Lágrimas e aplausos em “homenagem justa” aos gaiteiros de Almalaguês


domingo, 21 janeiro 2018
O Ti Carlos bem tentou, mas a emoção não o deixou exprimir o que sente um homem, aos 73 anos, ao ver-se ser um dos símbolos de uma das mais antigas tradições da freguesia de Almalaguês. Há mais de meio século, quando, com o Ti Álvaro, hoje com 84 anos, e o Ti Maurício, já falecido, fizeram juntos vários quilómetros para animar as festas da região, estavam longe de imaginar que os Zés Pereiras de Almalaguês iriam ser inspiração para um monumento que, desde ontem, ficará na freguesia a prestar-lhes homenagem, a eles e a todos os outros trios de gaiteiros da freguesia que se lhe seguiram. Por isso, ontem, minutos depois da inauguração da obra, com 700 quilos de ferro, da autoria de Jorge Simões (filho de Ti?Maurício) no largo principal de Almalaguês com as figuras dos três músicos que compõem os gaiteiros de Almalaguês, as lágrimas que saltaram dos olhos do Ti Carlos e não o deixaram expressar o que sentiu, carregavam as lembranças de tantos anos a escrever a história cultural da sua freguesia. «São 52 anos a soprar», brinca o Ti Álvaro, igualmente emocionado, para explicar o que sente ao ver-se representado no monumento.
Leia a notícia completa na edição em papel.