Jornal defensor da valorização de Aveiro e da Região das Beiras
Fundador: 
Adriano Lucas (1925-2011)
Diretor: 
Adriano Callé Lucas

Aventura e solidariedade de mãos dadas para inspirar na “Volta a África”


Georgina Prior domingo, 21 janeiro 2018
Dir-se-ia que são três os principais motivos para se ir ao continente africano. África é destino de férias para quem procura a sensualidade de países como a Tunísia ou Marrocos, com as suas terras áridas e os passeios a camelo, ou os templos e ruínas do Egipto, sem esquecer as águas calmas e as paisagens idílicas das várias ilhas, ideais para passar férias e momentos agradáveis em família ou entre amigos. O continente “aqui ao lado” é, também, procurado por aquelas pessoas que partem para os países mais desenvolvidos, que se encontram em crescimento, em busca de melhores oportunidades profissionais. E também é, frequentemente, destino das pessoas que, confrontadas com as imagens da pobreza e miséria de vários povos africanos, não conseguem ficar indiferentes e partem em missão ou projecto solidário para dar um pouco de si e dos seus conhecimentos aos que pouco têm e pouco sabem. Foi a soma de todos estes motivos que fez com que um grupo de amigos organizasse a “Volta a África”. Da intenção à realização passaram três anos, mas perante os riscos de tal “aventura”, apenas um, Victor Moniz, manteve a ideia inicial: partir em busca de uma experiência de vida, numa verdadeira epopeia de descobrir o continente africano e, ao mesmo tempo, promover um projecto de voluntariado. Para tal, Victor, de 50 anos, deixou a Curia (Anadia), onde morava, e o seu negó­cio de comercialização de auto­móveis para viajar para Luan­da, em Angola, onde vive e trabalha como comercial numa empresa de vidros desde Abril de 2015. “Os elementos do grupo inicial tiveram medo, sobretudo, do Ébola, pelo que decidi convencer outros amigos a partir nesta aventura comigo. Partimos, no dia 21 de Maio de 2017, quatro pessoas (num jipe e duas motos) de Lisboa, em direcção a Luanda, local onde termina a primeira etapa desta Volta a África”, começa por explicar o aventureiro, numa conversa telefónica com o Diário de Aveiro.
Leia a notícia completa na edição em papel.