Jornal defensor da valorização de Aveiro e da Região das Beiras
Fundador: 
Adriano Lucas (1925-2011)
Director: 
Adriano Callé Lucas

Munícipes vão ter alívio de IRS no próximo ano


domingo, 17 dezembro 2017
Os munícipes vão sentir um segundo “alívio” de impostos em 2018 devido à redução da taxa de IRS aprovada em 2016, que terá impacto nos reembolsos do próximo ano, uma vez que a autarquia baixou no Orçamento de 2017 (aprovado em 2016) a taxa de participação variável no IRS de 4,5% para 4%, cujos efeitos serão visíveis nos reembolsos do próximo ano, sendo esta a segunda vez que baixou aquela taxa, depois de no Orçamento de 2015 ter reduzido esse valor da taxa máxima de 05% para 4,5%. Em informação prestada à Lusa, a autarquia figueirense anunciou que irá manter a taxa de IRS nos 4%, assegurando, tal como acontecerá em 2018, a devolução de 1% daquele imposto aos munícipes, aquando dos reembolsos de 2019. Em nota de imprensa, o presidente João Ataíde, afirma que a manutenção da devolução de 01% do IRS valoriza «as políticas públicas orientadas para a devolução de rendimentos aos portugueses», explicando que o Regime Financeiro das Autarquias Locais e das Entidades Intermunicipais «permite aos municípios baixarem o IRS pago pelos seus munícipes, aliviando, assim, a carga fiscal a que estão sujeitos e proporcionando-lhes um aumento do reembolso de IRS ou a diminuição do valor a pagar».
Leia a notícia completa na edição em papel.

Diários Associados