Jornal defensor da valorização de Aveiro e da Região das Beiras
Fundador: 
Adriano Lucas (1925-2011)
Director: 
Adriano Callé Lucas

Ílhavo tem novo projecto âncora e estará ao LEME do novo circo


Adérito Esteves quinta, 30 novembro 2017
Se é de Ílhavo, tem “o mar por tradição” e embarcações – grandes ou pequenas – sempre a rondar. Faz parte do dia-a-dia. E o 23 Milhas é genuinamente de Ílhavo, tem a Cultura como foco e vai lançar um novo projecto âncora. Chamou-lhe “LEME” e para ninguém naufragar ou se perder nas coordenadas, é feito em parceria com a Bússola, uma organização de desenvolvimento de projectos artísticos. O bota-abaixo deste Festival de Circo Contemporâneo e Criação Artística em Espaços Não Convencionais está agendado para sábado, a partir das 10 horas, na Casa da Cultura de Ílhavo (CCI), dura o dia todo e parte da noite e tem uma oferta capaz de agradar a toda a família (ver texto ao lado). É isso que garante Luís Ferrei­ra, director do 23 Milhas, que começa por explicar que este será o lançamento de um even­to que será anual e decorrerá sempre durante quatro dias, em Dezembro. “É uma forma de recuperar a tradição de as famílias irem ao circo na época do Natal, ainda que neste caso estejamos a falar de circo contemporâneo”, afirma, realçando que passa por aí a “aposta para chegar a novos públicos”. “O novo circo é uma discipli­na de grande rigor e virtuosis­mo, é interactivo e isso permite criar facilmente a noção de um espectáculo, que é empático e inclusivo, e que por isso cria facilmente relação com o públi­co”, defende o responsável, que acredita que começa a haver uma mudança de paradigma internacional relativamente a esta arte, e que Ílhavo se coloca, assim, na linha da frente dessa aposta. “Queremos estar ao leme desse rumo”, resume.
Leia a notícia completa na edição em papel.