Jornal defensor da valorização de Aveiro e da Região das Beiras
Fundador: 
Adriano Lucas (1925-2011)
Director: 
Adriano Callé Lucas

Turismo religioso e potencial empresarial sustentam aviação civil em Monte Real


Texto: Mário Pinto / Foto: LFC/Arquivo quarta, 27 setembro 2017

As potencialidades do turismo religioso em Fátima,  associado às vertentes cultural e patrimonial, a que se juntam actividades ligadas ao sol e mar, designadamente o surf, são os principais fundamentos apontados num estudo para a viabilização da abertura da Base Aérea (BA5) de Monte Real à aviação civil. O estudo, encomendado pela Câmara de Leiria, foi realizado pela consultora internacional Roland Berger e apresentado ontem em reunião do executivo autárquico.
O estudo, intitulado ‘Análise do potencial de tráfego aéreo civil do aeroporto de Monte Real’, foi apresentado por um  representante da empresa, que elencou, em traços gerais, as principais razões em que assentou a elaboração do documento, conjugando vários factores, designadamente o facto de a Região Centro ter quatro monumentos classificados de património da humanidade - mosteiros de Alcobaça e Batalha, Convento de Cristo, em Tomar, e Universidade de Coimbra -, a baixa taxa de desemprego, sobretudo em Leiria, que está abaixo da média nacional, aliado ao crescimento da área do turismo e à diáspora, devido ao número de emigrantes da região a residir nos vários cantos do mundo, sobretudo na Europa. 

Leia a notícia completa na edição em papel.