Jornal defensor da valorização de Aveiro e da Região das Beiras
Fundador: 
Adriano Lucas (1925-2011)
Director: 
Adriano Callé Lucas

Barra encerrada deixa centenas de pescadores em terra


terça, 26 setembro 2017
Dezenas de embarcações da pesca de cerco, artesanal e arrasto (pesca costeira e local), ficaram em terra e não puderam sair ao mar, na noite de domingo para segunda-feira, porque a barra encerrou às 23h00 e só reabriu ontem às 7h00. O Capitão do porto explicou ao nosso Jornal que a barra, nesse período, «esteve condicionada a embarcações abaixo dos 35 metros», uma decisão tomada «depois de ir ao local pessoalmente, com elementos da pilotagem para fazermos uma avaliação e percebi que havia perigo». Daí, a decisão, que teve em conta a «conjugação de dois factores, a barra e a ondulação superior a três metros, o que poderia causar problemas», além do nevoeiro que provocava «visibilidade era reduzida», frisou Silva Rocha. Por seu lado, a administração do porto da Figueira (APFF) garante que o encerramento da barra não foi «pela falta de dragagem. Ainda há cerca de um mês se fez uma sondagem no molhe Norte, eixos de entrada e enfiamentos e estava tudo bem. As condições estavam perfeitamente normais, entre os 6 e 7 metros, o que quer dizer, operacional», disse Luís Leal, acrescentando que, de qualquer forma, «temos tudo accionado para uma nova dragagem na entrada em Outubro, se houver alguma situação anómala que o justifique», frisou este responsável.
Leia a notícia completa na edição em papel.