Jornal defensor da valorização de Aveiro e da Região das Beiras
Fundador: 
Adriano Lucas (1925-2011)
Director: 
Adriano Callé Lucas

"Leões" sofrem no assalto "Castelo"


Manuel Silva (texto)/Lusa (foto) sábado, 09 setembro 2017

Grande jogo ontem à noite em Santa Maria da Feira, com as duas equipas a proporcionarem um grande espetáculo e o Sporting a sofrer muito para vencer o Feirense, por 3-2, conseguindo-o já no último dos oito minutos de compensação dados pelo árbitro, através de um golo de grande penalidade apontado por Bas Dost. A partida registou grande equilíbrio na primeira parte que terminou sem golos, sendo de destacar o empenho, ritmo e bom futebol por parte das duas equipas. Os “leões”, com mais domínio no rectângulo de jogo, bem tentou pressionar o último reduto dos “fogaceiros” na procura do golo, mas o Feirense, de forma exemplar e com bom posicionamento em campo, travou sempre todas as investidas do Sporting nos primeiros 45 minutos.

A segunda parte começa com uma grande oportunidade para o Sporting, após cruzamento da esquerda, com Bruno Fernandes, de cabeça, a obrigar Caio a uma enorme defesa para canto. Sempre em aceleração, os “leões” intensificaram a pressão e acabaram por abrir o marcador, por Coates, na recarga a uma boa defesa de Caio. Era a melhor fase do Sporting, que volvidos dois minutos aumentaram a vantagem, agora por Bruno Fernandes, a fazer passar o esférico por cima do guarda-redes da casa. Mesmo em desvantagem o Feirense foi à procura de outro resultado e, passados cinco minutos, o estreante João Silva, em grande plano e de cabeça, reduziu na sequência de um pontapé de canto. O golo fez bem aos “fogaceiros”, que acreditaram que era possível mais e, numa rápida transição, Etebo remata cruzado e igualou a partida.

Já no último minutos da compensação, e depois de um ataque falhado pelo Feirense, o Sporting, rapidamente, fez um lançamento longo, colocando a bola área, onde Coates recebeu e foi travado depois por Luís Rocha, que tentou cortar o lance. Artur Soares Dias apontou prontamente para a marca da grande penalidade, com o avançado holândes a garantir três pontos muito sofridos e uma vitória que foi amplamente valorizada por um Feirense muito personalizado e que nunca se encolheu perante o poderio do seu adversário.

Leia a notícia completa na edição em papel.