Jornal defensor da valorização de Aveiro e da Região das Beiras
Fundador: 
Adriano Lucas (1925-2011)
Director: 
Adriano Callé Lucas

Papa: Flores à espera de Francisco à entrada da Base de Monte Real


sábado, 13 maio 2017

Habitantes da Serra de Porto de Urso, junto à Base Aérea de Monte Real, estão desde manhã a “pintar” com flores o separador de acesso à estrutura militar, onde esta tarde o papa toma o avião rumo a Roma. O espaço está a ficar transformado num jardim colorido, onde escreveram “amor, paz e fé”. “São todas flores naturais retiradas dos jardins dos moradores daqui”, contou Ana Lopes, 55 anos, acompanhada da filha, Ana Lúcia, de 34 anos, que há precisamente meio século presenciou neste mesmo local a passagem do Papa Paulo VI, que, na ocasião, se deslocou ao Santuário de Fátima para assinalar os 50 anos das 'aparições' marianas na Cova da Iria.
Nas bermas que ladeiam o separador coberto de rosas, jarros, gladíolos, entre outras flores e pétalas de várias cores, e a mais de três horas da chegada prevista de Francisco à base, de onde o avião da TAP descolará com o líder da Igreja Católica de regresso a Roma, são já as dezenas de populares que aguardam pela passagem bispo de Roma. Uns de pé, outros sentados em cadeiras desmontáveis e alguns no chão, esperam pacientemente e em silêncio pelas 15h00, hora estimada para que Francisco chegue à Base Aérea, onde têm chegado dezenas de viaturas com militares que seguem para o interior da unidade.
No exterior da base já é visível a presença de mais de uma dezena de militares da GNR, diversos militares da Força Aérea Portuguesa que controlam a entrada, além de profissionais de órgãos de comunicação social. Ana Lopes e Ana Lúcia esperam juntar-se mais tarde à concentração que vai crescendo à entrada da BA5 para ver passar o Papa “do povo” que, à entrada da localidade, vai poder ler mais uma mensagem da população local: “O povo desta terra reza consigo e saúda-o”. A mãe conta que a faixa também foi feita pelos moradores da Serra do Porto do Urso, que pertence à freguesia de Monte Real.
O Papa encerra hoje uma visita de menos de 24 horas a Fátima, depois de ter chegado ontem, sexta-feira. Francisco presidiu hoje às cerimónias principais dos cem anos das aparições marianas na Cova da Iria e, no início da missa, canonizou Francisco e Jacinta Marto, duas das crianças que estão na origem do fenómeno de Fátima. Francisco é o quarto Papa a visitar Portugal, após as presenças de Paulo VI (1967), João Paulo II (1982, 1991 e 2000) e Bento XVI (2010).