Jornal defensor da valorização de Aveiro e da Região das Beiras
Fundador: 
Adriano Lucas (1925-2011)
Director: 
Adriano Callé Lucas

“Catrapim”, Festival de Artes para Crianças, vai animar o Bussaco


segunda, 08 maio 2017
A Fundação Mata do Bussaco (FMB) vai promover, nos dias 24 e 25 de Junho, o I Festival de Artes para Crianças, designado de “Catrapim”. Durante dois dias, em sete palcos dispersos pela floresta do Bussaco (no Luso, Mealhada), irão decorrer, entre as 14 e as 19 horas, espectáculos de teatro, música, marionetas, poesia, showcooking (com produtos da Mata), arte circense e outras artes performativas. No palco “A brincar com os sons”, na Fonte de Samaritana, a companhia “Catrapum, Catrapeia” irá apresentar o teatro musical “Som a som, tom a tom” e uma performance com a “Mala mágica”. No palco “A selva na mata”, nas Portas de Coimbra, o Agrupamento de Escolas de Eiras (Coimbra) irá apresentar a peça “Era uma vez na selva”. Junto às garagens do Palácio do Bussaco, no palco “Floresta encantada”, a Associação de Jovens Cristãos de Luso irá apresentar o teatro musical “Flor Maria e as gotinhas da vida”. Junto ao cedro de S. José (o cedro mais antigo da Europa, plantado em 1644), no palco “Amigos da Natureza”, será a vez do grupo de teatro “A fonte de Murtede” apresentar a peça “O amigo José”. No palco “O mundo das marionetas”, junto ao Pretório, o conceituado Jakas encarregar-se-á de um espectáculo de marionetas que promete ser imperdível. Na Via-Sacra (junto ao Passo da 1.ª queda de Cristo), no palco “À volta com as palavras”, o contador de histórias André Madaleno apresentará o espectáculo “Palavras mágicas”. Na Fonte do Carregal, no palco “Musicar o Mundo”, será apresentado, pelo “Mar e Samba”, o teatro musical “Xpto”. O sétimo palco do Catrapim, denominado “Petiscos para todos os gostos”, será montado também na Fonte do Carregal, para acolher o chef do Grande Hotel de Luso e o projecto “Sardinha Fora da Lata”, que irão proporcionar uma experiência gastronómica única. O chef fará uma oficina de bolachas para as crianças meterem mãos na massa e cozinharem e provarem as suas próprias iguarias. Já o projecto “Sardinha Fora da Lata” assegurará uma experiência com cozinha vegetariana.
Leia a notícia completa na edição em papel.