Jornal defensor da valorização de Aveiro e da Região das Beiras
Fundador: 
Adriano Lucas (1925-2011)
Director: 
Adriano Callé Lucas

Oficinas revelam uma cozinha alternativa


sandra simões sexta, 03 março 2017
O crudivorismo, também conhecido como alimentação vi­va (“Raw Food”), dá prioridade ao consumo de alimentos vegetais crus. É uma dieta que considera a vitalidade existente nestes alimentos como uma fonte essencial, ainda mais importante do que as proteínas ou os carbo-hidratos. Faz parte de uma alimentação crudívora o consumo de frutas, legumes, verduras, frutos secos, algas, sementes e grãos germinados, alimentos que por estarem recheados de enzimas vivas, oferecem menos trabalho digestivo e, portanto, mais economia energética. Considerada altamente desintoxicante, esta alimentação é rica em fibras, clorofila, vitaminas, enzimas activas e diversos fitonutrientes e assume-se revitalizante e alcalinizante. Os crudívoros consomem os alimentos da for­ma mais natural possível, na­da pode ser assado, cozido, frito ou aquecido acima dos 46 graus, e deve ser de origem vegetal.
Leia a notícia completa na edição em papel.