Jornal defensor da valorização de Aveiro e da Região das Beiras
Fundador: 
Adriano Lucas (1925-2011)
Diretor: 
Adriano Callé Lucas

Papa agradece aos que fizeram da Jornada Mundial da Juventude um “núcleo de evangelização forte”


Quinta, 30 de Novembro de 2023

O Papa Francisco agradeceu hoje a todos os que contribuíram para fazer da Jornada Mundial da Juventude (JMJ) Lisboa 2023, realizada na capital portuguesa em agosto, “um núcleo de evangelização forte, de alegria e de expressão juvenil”.
Centenas de pessoas, entre voluntários, parceiros empresariais e responsáveis da Igreja e das entidades públicas envolvidas na organização da JMJ, participaram esta manhã, no Vaticano, numa audiência com o Papa Francisco, que, citado pela agência Ecclesia, assegurou: “Trouxe do encontro de Lisboa uma emoção muito grande e lembro, também, as pessoas simples”.
Na audiência participaram os cardeais Manuel Clemente (patriarca emérito de Lisboa) e Américo Aguiar (presidente da Fundação JMJ 2023 e bispo de Setúbal), bem como os bispos Rui Valério (patriarca de Lisboa) e Joaquim Mendes (auxiliar do Patriarcado).
Aos participantes, Francisco disse ter ainda consigo o rosário que lhe foi oferecido por Maria da Conceição Mendonça, de 106 anos, nascida no dia das aparições de Fátima, em 13 de maio de 1917, recordou o encontro com Edna Rodrigues, jovem com uma doença terminal, e evocou os filhos de uma peregrina francesa que morreu durante a Jornada de Lisboa.
Referindo-se a Amárico Aguiar como “um cardeal especial, um pouco ‘enfant terrible’”, o Papa homenageou ainda o trabalho dos que contribuíram para o sucesso da JMJ.
Francisco tinha um texto preparado para ler na audiência, que, devido aos problemas de saúde que o têm afetado nos últimos dias, foi lido por monsenhor Ferreira da Costa, padre português que trabalha na Secretaria de Estado do Vaticano.
“Que alegria ver-vos aqui juntos! Começo por vos renovar a minha gratidão e a da Igreja inteira, concretamente dos jovens! Foi-vos confiada a realização daquele encontro mundial, e vós, fortes com o auxílio de muitos e uma graça extraordinária de Deus, não nos desiludistes. Bem hajam!”, refere o documento.
A JMJ Lisboa 2023 conseguiu “trazer para o centro quem até agora tinha vivido marginalizado”, convidando a manter o compromisso neste “grande sonho comum”, acrescenta. “Continuai a sonhar juntos. Continuai a envolver, em ondas sucessivas, novos companheiros sonhadores de uma sociedade feita por todos e no respeito de cada um. Vou repetindo e fico contente ao ver que muitos já me fazem eco: todos, todos, todos”, apelou, apontando como prioridade “trazer de volta e sentar à mesa comum quem ficou para trás”.
O encontro de hoje com o Papa Francisco, segundo a organização da JMJ Lisboa 2023, visou "agradecer esta magnífica oportunidade de juntar culturas e povos na vontade de construir um mundo de paz, de fraternidade e de esperança", que foi a Jornada.
A visita da delegação a Roma iniciou-se na quarta-feira e prolonga-se até domingo, tendo sido aberta com a celebração de uma missa na Igreja de Santo António dos Portugueses, atribuída pela Santa Sé ao cardeal Manuel Clemente.
A deslocação terminará com missa na Igreja de Santo António de Pádua, em Roma, igreja que foi concedida a Américo Aguiar pelo Papa Francisco, na altura da sua criação como cardeal, em 30 de setembro.
Assis estará também no itinerário dos participantes nesta deslocação a Itália, estando prevista a celebração de uma missa no dia 02 dezembro, sábado, junto do túmulo do beato Carlo Acutis, um dos patronos da JMJ Lisboa 2023.
A JMJ Lisboa 2023 decorreu em Lisboa entre 01 e 06 de agosto, com a participação de centenas de milhares de jovens de todo o mundo, tendo os momentos principais sido presididos pelo Papa Francisco.
A próxima edição da JMJ será realizada em Seul, na Coreia da Sul, em 2027.


Suplementos


Edição de Hoje, Jornal, Jornais, Notícia, Diário de Coimbra, Diário de Aveiro, Diário de Leiria, Diário de Viseu