Jornal defensor da valorização de Aveiro e da Região das Beiras
Fundador: 
Adriano Lucas (1925-2011)
Director: 
Adriano Callé Lucas

Alavarium renova ambição pelo título feminino de Andebol


Sérgio Loureiro (texto)/Ricardo Carvalhal (foto) sexta, 09 setembro 2016

“Quero voltar a ser campeão”. O desejo do técnico Carlos Neiva, que deu o tricampeonato ao Alavarium Love Tiles, está bem vincado. A formação aveirense promete lutar pelo título nacional feminino. E para isso, nada melhor do que projectar já a próxima temporada que, no caso do Alavarium, começa oficialmente hoje, na EHF Cup, onde em França tem duplo embate com a fortíssima equipa do Nantes Loire Atlantique Handball (NLAH). Para esta noite, a partir das 21 horas locais, o Alavarium entra em campo, naquele que será o seu primeiro jogo oficial, frente ao Nantes, no primeiro desafio de dois em solo gaulês.

“Vamos defrontar uma equipa profissional, que treina duas vezes por dia e que no seu plantel tem seis estrangeiras. Mas vamos dar o nosso melhor, isso é um facto”, promete o técnico. E será possível ganhar um jogo? Carlos Neiva sorri e percebe-se porquê? “São realidades distintas. Impossível não é, mas é muito difícil que isso possa acontecer”, respondeu.

“O nosso objectivo passa por, naturalmente, chegar o mais longe possível no campeonato. Atingir as meias-finais ou, até mesmo, a final”. Objectivo pouco ambicioso, dir-se-á, para um treinador campeão. Carlos Neiva nega a tese e justiça: “Em primeiro lugar, perdemos atletas importantes como a Mariana Lopes (Suécia), Viviane Rebelo (Módicus) e a Carolina Monteiro, que foi estudar para o Porto. Depois, há um trabalho novo que temos que fazer, mas posso afirmar que, no meu íntimo, quero voltar a ser campeão”.

Leia a notícia completa na edição em papel.