Jornal defensor da valorização de Aveiro e da Região das Beiras
Fundador: 
Adriano Lucas (1925-2011)
Director: 
Adriano Callé Lucas

Músico alcobacense faz de bicicleta uma ‘Volta a Portugal em violino’


foto: DR / Legenda: Nuno Santos é conhecido por tocar violino nalguns dos locais mais extremos do mundo, desde as mais altas montanhas às maiores ondas do planeta segunda, 25 maio 2020

O músico alcobacense Nuno Santos está a concretizar uma volta a Portugal em bicicleta e com um violino às costas que toca nos locais mais improváveis, um projecto que idealizou depois ficar sem concertos por causa da pandemia de Covid-19. Chegou durante a tarde de sexta-feira à praça do município de Vila Real e, nesta ‘Volta a Portugal em violino’, carrega na bicicleta o que precisa para a viagem e traz o instrumento às costas.
“Estou neste momento a atravessar o País com o meu violino, estou a fazê-lo de bicicleta e o objectivo deste projecto é promover o álbum ‘Fado Improvável’ que lancei a 7 de Março, mesmo antes da pandemia, que foi um azar”, afirmou à agência Lusa.
Nuno Santos, 39 anos e natural de Alcobaça, contou que ficou sem “agenda e sem concertos” por causa da Covid-19 e está a aproveitar a fase de desconfinamento “para explorar um pouco mais o País”.
Antes de tudo ser cancelado, tinha oito concertos planeados, bem como alguns eventos privados. Para Junho e Julho tinha prevista uma expedição para escalar uma montanha no Paquistão.
“Ficou tudo em ‘stand-by’, à espera de melhores dias. Mas vi aqui uma oportunidade para fazer o que gosto, a viagem de bicicleta também não está a sair muito cara e as pessoas têm sido muito generosas”, contou.
Segue por estes dias a Estrada Nacional 2 (EN2) que o levará até ao Algarve e vai parando nas aldeias, vilas, cidades, montanhas ou rios. Neste Portugal encontra palcos nos locais mais improváveis e toca para si ou para quem encontra no caminho.

Leia a notícia completa na edição em papel.