Jornal defensor da valorização de Aveiro e da Região das Beiras
Fundador: 
Adriano Lucas (1925-2011)
Director: 
Adriano Callé Lucas

PSA Mangualde reabre amanhã com medidas sanitárias reforçadas


terça, 05 maio 2020

Desde o início da crise sanitária originada pela COVID-19, a prioridade do Groupe PSA tem sido proteger a saúde dos seus colaboradores e preservar a sustentabilidade da empresa. Dessa forma, amanhã terão início os trabalhos de preparação nas unidades de ferragem e pintura, e, a partir de quinta-feira, estarão em laboração todas as áreas de produção, refere a empresa.
Durante o período de interrupção das suas actividades industriais, o Groupe PSA implementou um protocolo de medidas sanitárias reforçadas, adaptadas ao contexto de cada instalação industrial, comercial, de serviços e de investigação e desenvolvimento.
Construído com o apoio dos serviços médicos, este protocolo foi enriquecido com a contribuição dos representantes dos trabalhadores e foi sistematicamente auditado.
Além disso, responsáveis pela implementação do protocolo terão a missão diária de verificar in loco a aplicação das medidas e acções de protecção, bem como a de colocar em prática as acções correctivas.
Yann Vincent, director industrial do Groupe PSA, refere que “proteger os nossos colaboradores e as nossas actividades económicas continuam a ser os dois princípios intocáveis das nossas operações. O nosso protocolo de medidas reforçadas confere um elevado nível de protecção aos colaboradores e é o primeiro critério para a retoma de actividade nas nossas fábricas. Com a actividade industrial a ser impulsionada pela actividade comercial, que é o nosso segundo critério, vamos relançar, de forma gradual e segura, o nosso aparelho industrial para produzirmos os veículos que são necessários aos nossos clientes”.
Por sua vez, José Luís Alonso Mosquera, director do Centro de Produção de Mangualde, salienta que desde a paragem da fábrica se implementou “um protocolo de medidas sanitárias reforçadas nas nossas instalações, que foi elaborado com o apoio dos serviços médicos do Groupe PSA, e enriquecido com a contribuição dos representantes dos trabalhadores”.
O reinício gradual e seguro da produção nas fábricas do grupo ocorrerá nas próximas semanas, com uma primeira fase de reaberturas parciais da actividade industrial, entre 4 e 11 de Maio (a partir de 11 de Maio em França), tendo em conta o contexto comercial (desconfinamento, reabertura dos concessionários e situação comercial de cada modelo) e a normalização progressiva dos fluxos de fornecimento de componentes.
Com este arranque “progressivo e responsável”, o Grupo diz que “não compromete a protecção dos seus trabalhadores e dos clientes, assegurando a sustentabilidade da empresa”.|

Leia a notícia completa na edição em papel.