Jornal defensor da valorização de Aveiro e da Região das Beiras
Fundador: 
Adriano Lucas (1925-2011)
Director: 
Adriano Callé Lucas

Covid-19: ‘Drive-thru’ já testa suspeitos de Covid do Norte do distrito


Legenda: Centro ‘drive-thru’ destina-se aos utentes do Norte do distrito (Orlando Cardoso/texto e DR/foto) segunda, 06 abril 2020

O centro de colheita para testes à Covid-19, em sistema “drive--thru”, destinado aos cidadãos do Norte do distrito de Leiria, entrou em funcionamento na passada sexta-feira no centro municipal de exposições de Pombal (Expocentro). O espaço foi instalado em articulação com a Comunidade Intermunicipal da Região de Leiria (CIMRL) e o município de Pombal, complementando um outro centro instalado no Estádio Municipal de Leiria, destinado aos concelhos do Sul do distrito.
Para além de disponibilizar o local e o apoio logístico, a Câmara Municipal criou, ainda, através dos seus técnicos de informática, uma plataforma electrónica que permitir gerir todo o processo de gestão da realização dos testes, como o agendamento e divulgação de resultados às autoridades de saúde.
O centro, que estará a cargo dos laboratórios Beatriz Godinho, funcionará por marcação prévia e destina-se, apenas, a cidadãos orientados clinicamente, munidos de prescrição médica, sobretudo oriundos dos concelhos de Pombal, Ansião, Alvaiázere, Castanheira de Pera, Figueiró dos Vinhos e Pedrógão Grande. Também poderão efectuar as suas marcações, aqueles que, embora não residam naqueles concelhos, ali trabalham.
“Não há uma afectação territorial”, explicou o presidente da Câmara de Pombal, Diogo Mateus, que marcou presença no momento de abertura do espaço, juntamente com os restantes autarcas do Norte do distrito, António José Domingues (Ansião), Célia Marques (Alvaiázere), Alda Carvalho (Castanheira de Pera) e Jorge Abreu (Figueiró dos Vinhos). Faltou o edil de Pedrógão Grande, Valdemar Alves, por motivo de doença.
Chegado ao local, o suspeito passa por vários pontos de controlo até ser realizada a colheita para a realização do teste, sem nunca sair do veículo, contactando com técnicos devidamente equipados com material de protecção individual. Um processo que deverá demorar cerca de 15 minutos, por pessoa, havendo uma estimativa para a realização de meia centena de colheitas diárias.
Diogo Mateus acredita que “a possibilidade de as pessoas fazerem testes e de rapidamente perceberem a que é que estão sujeitos”, tem sido “muito importante” para proporcionar um clima de maior “tranquilidade”.
Aliás, o presidente da Câmara Municipal de Pombal enaltece o facto de autarquia ter assumido os custos com a realização de mais de meia centena de testes de diagnóstico, sobretudo a utentes e profissionais de instituições sociais, o que permitiu “identificar mais cedo as cadeias de contaminação, as causas, e perceber que se o confinamento é bem feito”. Daí que Diogo Mateus considere que “os números de Pombal são mais elevados do que os outros, porque testámos mais e mais cedo”. 

Diários Associados