Jornal defensor da valorização de Aveiro e da Região das Beiras
Fundador: 
Adriano Lucas (1925-2011)
Director: 
Adriano Callé Lucas

314 infectados em 13 concelhos da Região de Coimbra


sábado, 04 abril 2020

O relatório da Situação Epidemiológica em Portugal apontava ontem para 314 pessoas infectadas nos concelhos que fazem parte do território da Comunidade Intermunicipal da Região de Coimbra (CIM-RC), o que representa um aumento de 36 casos, quando comparado com o relatório anterior, o que representa um aumento de quase 13% face aos dados apresentados na passada quinta-feira.
Coimbra continua a ser o concelho com maior número de casos (201 - mais 23 do que no relatório anterior), mas na lista ontem divulgada pela Direcção-Geral da Saúde (DGS) estão também Condeixa-a-Nova (com 28 casos, mais 4); Cantanhede (com 19 casos, mais 1); Penacova (com 7 casos, mais 2 do que no relatório anterior); Figueira da Foz (com 7 casos, mais 3); Mealhada (com 7 casos, mais 2) e Góis (com 4 casos, mais 1).
Montemor-o-Velho, Soure, Lousã, Miranda do Corvo, Mortágua e Vila Nova de Poiares, mantêm, de acordo com a DGS, o mesmo número de casos.
São, ao todo, 13 os concelhos da CIM-RC com três ou mais casos confirmados, o que significa que há seis concelhos com menos de três infectados no seu território. É o caso de Oliveira do Hospital, Pampilhosa da Serra, Penela, Arganil, Tábua, Mira, que não constam da listagem diariamente disponibilizada pela DGS.
De acordo com as autoridades, no Centro há a registar 1.286 pessoas infectadas e 61 mortes, o que significa mais 125 casos positivos e mais seis óbitos nesta região que continua a ser a segunda do país em número de vítimas mortais com Covid-19 (a seguir à região Norte, que ontem registava 130 mortes e 5.899 pessoas infectadas).

9.886 casos e 246 mortos
Segue-se Lisboa e Vale do Tejo, com 2.347 casos positivos e 51 mortes. No Algarve, foram registados 179 infectados e três óbitos e no Alentejo 62 pessoas com Covid-19 e uma vítima mortal. Nos Açores (com 63 casos positivos) e na Madeira (com 50 casos positivos) não há óbitos registados.
Todo estes números representam, a nível nacional, 9.886 casos positivos e 246 vítimas mortais. Havia, de acordo com o relatório da DGS, 5.392 pessoas a aguardar resultados dos testes e 22.556 em vigilância pelas autoridades de saúde.
De sublinhar o facto de se manter o número de 68 casos recuperados no país. |

Diários Associados