Jornal defensor da valorização de Aveiro e da Região das Beiras
Fundador: 
Adriano Lucas (1925-2011)
Director: 
Adriano Callé Lucas

Número de mortes na região cresceu 30% num dia


quinta, 02 abril 2020

O número de mortes com Covid-19 aumentou exactamente 30% num só dia na região Centro e quase duplicou desde o passado sábado, confirma o relatório da Situação Epidemiológica em Portugal, ontem divulgado.
De acordo com o documento, a região Centro contabilizava 52 mortos, o que significa mais 12 do que os 40 do dia anterior e mais 24 do que os 28 confirmados no sábado.
Significam estes números que, à excepção do Norte, onde a Covid-19 está a ter maior impacto no país (no relatório de ontem contabilizava 4.910 infectados e 95 mortes), a região Centro é das mais afectadas e onde o crescimento do número de mortes é mais acelerado, em especial se compararmos com Lisboa e Vale do Tejo, por exemplo, onde, apesar de ser mais elevado o número de casos positivos, os óbitos têm sido em número inferior.
Ontem, por exemplo, naquela região havia 1.998 casos confirmados de infecção pelo novo coronavírus e 38 vítimas mortais. Na região Centro, eram 52 as mortes e 1.093 as pessoas infectadas, o que significa, ainda assim, mais 132 casos positivos do que no dia anterior.
Da região Centro são, assim, 27% das vítimas mortais desta pandemia, num dia em que, em Portugal, foram confirmados 187 óbitos, o que representa um crescimento de 16,9% relativamente a terça-
-feira.
O número de casos confirmados era ontem de 8.251, ou seja, mais 808 do que no relatório anterior (um aumento de 10,9%), no qual se confirmam ainda 4.957 pessoas a aguardar resultados dos testes e 20.275 pessoas em vigilância pelas autoridades de Saúde.
Além das regiões Norte, Centro e Lisboa e Vale do Tejo, há ainda casos confirmados no Algarve (146 infectados e duas mortes), no Alentejo (54 casos positivos), nos Açores (52 infectados) e na Madeira (48 casos positivos).
Mantêm-se, como acontece há vários dias, 43 pessoas recuperadas.
Maioria dos mortos
com mais de 80 anos
Das 187 mortes registadas, 120 tinham mais de 80 anos, 41 tinham idades entre os 70 e os 79 anos, 17 entre os 60 e os 69 anos, sete entre os 50 e os 59 anos e dois óbitos entre os 40 aos 49 anos.
Das 8.251 pessoas infectadas pelo novo coronavírus (SARS-CoV-2), a grande maioria (7.525) está a recuperar em casa, 726 (mais 99, mais 15,8% do que no relatório anterior) estão internadas, 230 (mais 42, mais 22,3% do que no relatório anterior) dos quais em Unidades de Cuidados Intensivos.
De destacar que, de acordo com o relatório ontem divulgado pela DGS houve um decréscimo acentuado de novos casos em Portugal desde a passada terça-feira para ontem. O relatório anterior confirmava 1.035 novos casos. O de ontem referia-se a 808.