Jornal defensor da valorização de Aveiro e da Região das Beiras
Fundador: 
Adriano Lucas (1925-2011)
Director: 
Adriano Callé Lucas

Covid-19: Funcionária de lar em Turquel testa positivo


quinta, 02 abril 2020

Uma funcionária do Lar de Nossa Senhora da Conceição, em Turquel, concelho de Alcobaça, testou ontem positivo ao novo coronavírus, aumentando para dois os casos confirmados na instituição, depois de uma idosa de 86 anos ter sido internada.
A funcionária, que se encontra “em casa a fazer tratamento”, foi ontem o único caso confirmado no lar, onde “outras quatro trabalhadoras tiveram testes negativos” e outras nove “aguardam resultados”, disse à agência Lusa Luís Santos, sócio-gerente do Lar de Nossa Senhora da Conceição.
O lar, que tem a residir, em permanência, 36 utentes, viu confirmado o primeiro caso de infecção de Covid-19 na segunda-feira à noite, uma senhora de 86 anos, internada no Hospital de Santo André.
Além dos testes já efectuados às funcionárias, o lar começará na quinta-feira a fazer testes aos seniores, “com recurso a um enfermeiro do sector privado que irá às instalações fazer as recolhas” que serão posteriormente enviadas para um laboratório.
“No total faltam apenas ser atribuídas sete credenciais para testar a totalidade dos idosos”, acrescentou Luís Santos, que aguarda os resultados para articular com as autoridades de saúde as próximas medidas.

Falta de meios atrasa testes
O proprietário do lar em Turquel manifestou também preocupação pela demora e dificuldade em conseguir meios para realizar testes aos utentes da instituição.
Luís Santos, sócio-gerente do Lar de Nossa Senhora da Conceição, disse à Lusa já ter “credenciais para a realização de testes aos idosos” residentes na instituição, mas “corre o risco de os mesmos terem que ser adiados até hoje por não conseguir um enfermeiro que se desloque ao lar para fazer a recolha”.
As diligências para realizar testes aos 36 utentes e 19 funcionários da instituição arrastam-se desde a manhã de terça-feira, depois de, na segun­da-feira à noite, ter sido confirmado o primeiro caso de infec­ção pela Covid-19 entre os uten­tes.
Ao longo dos dois últimos dias, Luís Santos tentou “conseguir credenciais para que todos os profissionais e utentes fossem testados, dando prioridade àqueles que tinham alguns sintomas”.
Até ter­ça-feira conseguiu que “14 das 19 funcionárias” que transportou ao Hospital de Leiria fossem testadas, uma das quais “ficou internada com pneumonia”, sendo apenas conhecido o resultado de uma das funcionárias.
O problema coloca-se agora com os testes aos utentes que se mantém no lar, para os quais Luís Santos já obteve as credenciais e desde terça-feira procurava um laboratório que deslocasse ali para “fazer a recolha aos idosos”.
Luís Santos acabou por ter o aval para realizar os testes num laboratório do Grupo Joaquim Chaves, na Marinha Grande, onde ontem de manhã se deslocou para levantar ‘35 kits’ para testar os idosos. “Depois do esforço para conseguir as credenciais e os kits não consigo um enfermeiro para ir fazer a recolha”, lamentou Luís Santos, explicando que “a médica e uma das enfermeiras do lar já estão em isolamento” e outro enfermeiro que também presta serviço no lar “trabalha no Hospital de Alcobaça e só po­derá fazer os testes hoje à tarde”.
A “morosidade” e a “falta de respostas das entidades de saúde” para disponibilizar um enfermeiro estão a preocupar o responsável do lar.